acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Divisão internacional da Aggreko prevê crescimento de 29% no primeiro semestre de 2011

05/07/2011 | 16h37
Líder mundial no fornecimento de soluções temporárias de energia, resfriamento de processos e climatização, a Aggreko prevê encerrar o primeiro semestre de 2011 com um crescimento de 29% nos negócios locais de sua divisão Internacional, da qual o Brasil faz parte. De acordo com o anúncio prévio de seus resultados, o aumento verificado no semestre está ligado especialmente ao crescimento das atividades na maioria dos países que integram a divisão - formada por Américas do Sul e Central, África, Ásia, Austrália Pacífico e Oriente Médio. O crescimento médio previsto para fechar o período é de 17%, com aumento nas receitas de 7% e 24% para as unidades Europa e América do Norte, respectivamente.

Englobando sua atuação em todo o mundo, a receita neste período deverá ser 9% superior ao valor registrado nos seis primeiros meses de 2010, excluindo-se o repasse de combustível. O lucro previsto para o período deverá ser semelhante ao obtido no primeiro semestre de 2010, representando 20% de incremento na receita e crescimento de 17% no lucro comercial, excluindo-se receitas de repasse de combustível e grandes eventos esportivos que, em 2010, contaram com as soluções temporárias de energia da Aggreko (como Olimpíadas de Inverno de Vancouver, Copa do Mundo da África do Sul e Jogos Asiáticos).

Tendo em vista a expectativa de um total de MW locados superior ao registrado na primeira metade deste ano, a companhia decidiu investir ainda mais na ampliação de sua frota de equipamentos. Foram adicionados mais £30 milhões (US$ 48 milhões) para novos equipamentos, além dos £70 milhões (US$ 112 milhões) já anunciados no último mês de abril. Desta forma, os investimentos em frota devem alcançar um total de £420 milhões (US$ 675 milhões) até o fim de 2011.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar