acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Eletricidade

Distribuidora do Paraná pede adiamento do reajuste da tarifa de energia

24/06/2013 | 15h24

 

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) suspendeu nesta segunda-feira (24) a aplicação do reajuste tarifário da Companhia Paranaense de Energia (Copel), a pedido da própria distribuidora. O reajuste tinha sido aprovado na última quinta-feira (20) pela diretoria da Aneel, mas a Copel apresentou recurso pedindo o adiamento da aplicação dos novos índices.
O adiamento da aplicação dos reajustes para a Copel anula o aumento da Companhia Campolarguense de Energia (Cocel), também aprovado na última semana, porque a empresa paranaense fornece energia para a de Campo Largo, explica a Aneel. As novas tarifas entrariam em vigor hoje.
“Estamos concluindo análises internas para identificar a melhor forma de aplicação do diferimento, de modo que não traga prejuízo à saúde financeira da empresa, e apresentaremos oportunamente à Aneel o pleito definitivo relativo ao diferimento”, diz nota da Copel.
O reajuste aprovado quinta-feira (20) pela Aneel foi 13,44% para consumidores residenciais da Copel e 14,86% para as indústrias. Para a Cocel, o aumento aprovado foi 12,34% para os consumidores residenciais e 17,64% para as indústrias.
Segundo a Aneel, a suspensão do reajuste vale até nova deliberação da diretoria da agência sobre o assunto, que ainda não tem data marcada.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) suspendeu nesta segunda-feira (24) a aplicação do reajuste tarifário da Companhia Paranaense de Energia (Copel), a pedido da própria distribuidora. O reajuste tinha sido aprovado na última quinta-feira (20) pela diretoria da Aneel, mas a Copel apresentou recurso pedindo o adiamento da aplicação dos novos índices.



O adiamento da aplicação dos reajustes para a Copel anula o aumento da Companhia Campolarguense de Energia (Cocel), também aprovado na última semana, porque a empresa paranaense fornece energia para a de Campo Largo, explica a Aneel. As novas tarifas entrariam em vigor hoje.



“Estamos concluindo análises internas para identificar a melhor forma de aplicação do diferimento, de modo que não traga prejuízo à saúde financeira da empresa, e apresentaremos oportunamente à Aneel o pleito definitivo relativo ao diferimento”, diz nota da Copel.



O reajuste aprovado quinta-feira (20) pela Aneel foi 13,44% para consumidores residenciais da Copel e 14,86% para as indústrias. Para a Cocel, o aumento aprovado foi 12,34% para os consumidores residenciais e 17,64% para as indústrias.



Segundo a Aneel, a suspensão do reajuste vale até nova deliberação da diretoria da agência sobre o assunto, que ainda não tem data marcada.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar