acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Demonstração Contábil

Diretoria da Petrobras fala ao mercado sobre os resultados

29/01/2015 | 17h04
Diretoria da Petrobras fala ao mercado sobre os resultados
TN Petróleo TN Petróleo

A diretoria da Petrobras apresentou hoje (29) o detalhamento das demonstrações contábeis do 3º trimestre de 2014 sem o relatório de revisão do auditor externo, através de  teleconferência com investidores e analistas. Segundo a presidente da companhia, Graça Foster, a divulgação das contas auditadas se dará no menor prazo possível. "O caixa da Petrobras não é afetado por ajustes decorrentes da corrupção, nem a geração operacional tem qualquer tipo de influência dos ajustes decorrentes da corrupção", disse.

Ela ainda disse que os preços da gasolina e do diesel serão mantidos e 2015 apesar das diferenças entre os preços internacionais. De acordo com a presidente, a companhia trabalha com uma expectativa de preço do barril de US$ 50 a US$ 70 e de câmbio entre R$ 2,60 a R$ 2,80.

O investimento previsto no plano de negócios da Petrobras foi revisto para US$ 42 bilhões por ano, redução de 25%  No fim de 2015 haverá desinvestimentos (venda de ativos) de US$ 3 bilhões, perto do que foi registrado em 2014, de US$ 3,5.

Graça Foster explicou que 52 ativos da estatal foram avaliados: 24 ativos pelas consultorias independentes e 28 avaliados pela Petrobras seguindo premissas dos avaliadores independentes. Com os independentes estavam os ativos de maior valor. O resultado foi: 31 ativos tiveram o valor justo inferior ao valor contábil; 21 ativos registraram valor justo superior ao valor contábil.

As ações da Petrobras seguem em queda acentuada na bolsa. Por volta das 15h, as ordinárias recuavam 5,1%, enquanto as preferenciais caíam 3,99%. No mesmo horário o Ibovespa tinha baixa de 0,74%. Nos Estados Unidos, os papéis da estatal têm queda de 5,26%.



Fonte: Redação TN
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar