acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Gás Natural

Diretor de negócios da Promon Engenharia modera painel sobre estocagem de GN

24/06/2015 | 14h19

Na 16ª edição do Seminário sobre Gás Natural, promovido pelo IBP – Instituto Brasileiro de Petróleo e Biocombustíveis, que é reconhecido como um dos mais relevantes fóruns de debates sobre o tema no Brasil, o painel “Estocagem de Gás Natural: Benefícios e Viabilidade”promete trazer à discussão um dos assuntos mais atraentes do evento.

O painel, que acontece no dia 25/6, terá como moderador Celso Silva, diretor de negócios da unidade de Óleo e Gás, Energia e Química e Petroquímica da Promon Engenharia, e terá como palestrantes Jonathan Royer-Adnot, diretor da Geostock do Brasil, Bruno Leray, Directeur International & Nouveaux Marchés chez, da Storengy - GDF Suez Group e José Gutman – Diretor – ANP (Agência Nacional de Petróleo).

Para Celso Silva, o tema desperta a atenção especialmente em razão dos desafios para o setor, dado o estágio em que está a estocagem do gás natural no país. “Relativamente jovem no Brasil, a nossa indústria de gás natural está bastante defasada em relação à estocagem comparativamente a outros países. Por outro lado, é um cenário que sinaliza um enorme potencial de crescimento para essa indústria no país”, afirma Celso Silva.

O diretor ainda comenta que, a despeito da importância estratégica do gás natural no cenário internacional e brasileiro e da dependência de 50% do consumo nacional a partir da importação da Bolívia e de GNL, o país carece de um planejamento prevendo investimentos em alternativas que integrem o sistema elétrico aos sistemas de abastecimento e de estocagem de gás natural. Essa integração poderia ser essencial para atender às demandas das usinas termoelétricas e ao abastecimento dos consumidores industriais, atualmente dependente das importações de GNL e de uma operação eficiente da malha de gasodutos. “Poderiam ser alternativas os investimentos em estudos e desenvolvimento de tecnologias, bem como garantir o suprimento de gás natural por meio de sua estocagem”, destaca Celso Silva.

“Certamente, o painel ‘Estocagem de Gás Natural: Benefícios e Viabilidade’, pela qualidade dos debatedores e pela atenção que despertará nos participantes, provocará discussões importantes sobre essas questões e trará contribuições para colocar esse tema estratégico para o país em outro nível de discussões”, finaliza Celso Silva.

Serviço:

Evento: 16º Seminário sobre Gás Natural

Promoção e realização: IBP – Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis

Dias: 24 e 25/06/2015

Local: Hotel Windsor Atlântica – Rio de Janeiro/RJ



Fonte: Redação / Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar