acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Premium I

Diretor de Abastecimento visita obras no Maranhão

10/10/2011 | 09h33
Os ministros de Minas e Energia, Edison Lobão, do Turismo, Gastão Vieira, a governadora do Maranhão, Roseana Sarney e o diretor da Área de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, visitaram na sexta-feira (7) as obras de terraplanagem da Refinaria Premium I, no município de Bacabeira (MA). Já foram concluídos 17% da terraplanagem, e a previsão é que essa etapa da obra termine em dezembro de 2012.

“A inauguração da Refinaria Premium I será uma virada no processo de desenvolvimento para o Estado do Maranhão e também para o país. Reforço que todo esse processo somente é possível com o apoio e parceria com todos os órgãos que de alguma maneira estão inseridos na construção da Premium I.", disse o diretor de Abastecimento.

Paulo Roberto também abordou a preocupação ambiental que envolve o projeto da refinaria. “Umas das ações que planejamos é o replantio de arvores para a formação de um cinturão verde no entorno da refinaria”, concluiu.

Com capacidade para processar 600 mil barris por dia, a Premium I será a maior refinaria do Brasil e a quinta maior do mundo. O empreendimento entrará em operação em duas fases, ambas com capacidade para processar 300 mil barris por dia: a primeira, prevista para 2016; e a segunda, para 2019.

A área da Premium I é de 20 km², o equivalente a 2.800 campos de futebol. O projeto visa a aumentar a produção nacional e a facilitar a distribuição regional de combustíveis de alta qualidade, como óleo diesel, querosene de aviação (QAV), nafta petroquímica, gás liquefeito de petróleo (GLP), bunker (combustível para navios) e coque.

A Premium I agregará valor ao petróleo nacional e atrairá novos investimentos, além de estimular a criação de empregos diretos, indiretos e por efeito renda na região. Durante a fase de construção, devem ser gerados 132 mil postos de trabalho, diretos, indiretos e por efeito renda. Na fase de obras civis, previstas para serem realizadas entre 2010 e 2016, serão mobilizadas cerca de 15 mil pessoas. Para a operação da refinaria, o efetivo estimado é de aproximadamente 1.500 trabalhadores.

Por meio de acordos de cooperação com diversas instituições, deverão ser viabilizados investimentos e ações voltados à promoção do desenvolvimento, inclusão social e responsabilidade ambiental na área de influência do empreendimento, como planejamento e ordenamento territorial e ambiental, fortalecimento e modernização da gestão pública, formação de arranjos produtivos, além de formação, capacitação e qualificação da mão de obra local.


Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar