acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Indústria Naval

Dilma vai lançar obra de estaleiro e inaugurar P-59

11/07/2012 | 16h17

 

A presidente Dilma Rousseff estará na Bahia na próxima sexta-feira (13) para participar do lançamento da pedra fundamental da obra do Estaleiro Enseada do Paraguaçu, em Maragogipe, a cerca de 40 km de Salvador. Em seguida, a presidente participa da cerimônia de lançamento da plataforma P-59, da Petrobras, na mesma região.
O total do investimento previsto para a construção do estaleiro é estimado em R$ 2 bilhões pelo consórcio liderado pela Odebrecht. A previsão é de que a obra esteja concluída em 2014. O estaleiro é considerado um dos maiores do setor no país e poderá processar até 36 mil toneladas de aço por ano quando estiver operando em plena capacidade.
O governo da Bahia espera, com o empreendimento, impulsionar a indústria naval na região. O estaleiro será voltado para a construção e integração de unidades offshore, como plataformas, navios especializados e unidades de perfuração. A expectativa do consórcio é de que três mil empregos diretos sejam gerados durante a construção do empreendimento e cinco mil com a sua operação.
No lançamento da plataforma P-59, a previsão é de que a presidente discurse ao lado de autoridades como o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), e secretários estaduais, inclusive o ex-presidente da Petrobras e atual secretário de Planejamento, José Sergio Gabrielli. Ministros do governo também integrarão a comitiva da presidente.

A presidente Dilma Rousseff estará na Bahia na próxima sexta-feira (13) para participar do lançamento da pedra fundamental da obra do Estaleiro Enseada do Paraguaçu, em Maragogipe, a cerca de 40 km de Salvador. Em seguida, a presidente participa da cerimônia de lançamento da plataforma P-59, da Petrobras, na mesma região.


O total do investimento previsto para a construção do estaleiro é estimado em R$ 2 bilhões pelo consórcio liderado pela Odebrecht. A previsão é de que a obra esteja concluída em 2014. O estaleiro é considerado um dos maiores do setor no país e poderá processar até 36 mil toneladas de aço por ano quando estiver operando em plena capacidade.


O governo da Bahia espera, com o empreendimento, impulsionar a indústria naval na região. O estaleiro será voltado para a construção e integração de unidades offshore, como plataformas, navios especializados e unidades de perfuração. A expectativa do consórcio é de que três mil empregos diretos sejam gerados durante a construção do empreendimento e cinco mil com a sua operação.


No lançamento da plataforma P-59, a previsão é de que a presidente discurse ao lado de autoridades como o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), e secretários estaduais, inclusive o ex-presidente da Petrobras e atual secretário de Planejamento, José Sergio Gabrielli. Ministros do governo também integrarão a comitiva da presidente.

 



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar