acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Economia

Dilma sanciona MP do Brasil Maior

18/09/2012 | 10h02

 

A Medida Provisória 563, que amplia o programa Brasil Maior, foi sancionada, na segunda-feira (17), com 18 vetos, pela presidente Dilma Rousseff. O Planalto não divulgou detalhes sobre o que foi barrado pela presidente. Informou apenas que alguns pontos excluídos do texto serão objeto, após aperfeiçoamentos, de nova regulamentação. Mais detalhes serão divulgados nesta terça-feira (18).
A MP é a que inclui novos setores econômicos no sistema de desoneração da folha. Segundo informações da área técnica, um ou dois grupos seriam vetados, mas a pedido do próprio setor, por problemas de redação da MP.
A lista dos beneficiados pela desoneração da folha que está valendo é a divulgada pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, na semana passada. Ele anunciou a inclusão de mais 25 setores no regime. Nessa lista estavam a maioria dos incluídos na MP 563 pelos parlamentares e mais alguns que negociaram posteriormente com o governo.

A Medida Provisória 563, que amplia o programa Brasil Maior, foi sancionada, na segunda-feira (17), com 18 vetos, pela presidente Dilma Rousseff. O Planalto não divulgou detalhes sobre o que foi barrado pela presidente. Informou apenas que alguns pontos excluídos do texto serão objeto, após aperfeiçoamentos, de nova regulamentação. Mais detalhes serão divulgados nesta terça-feira (18).


A MP é a que inclui novos setores econômicos no sistema de desoneração da folha. Segundo informações da área técnica, um ou dois grupos seriam vetados, mas a pedido do próprio setor, por problemas de redação da MP.


A lista dos beneficiados pela desoneração da folha que está valendo é a divulgada pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, na semana passada. Ele anunciou a inclusão de mais 25 setores no regime. Nessa lista estavam a maioria dos incluídos na MP 563 pelos parlamentares e mais alguns que negociaram posteriormente com o governo.

 



Fonte: Agência Estado
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar