acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Shell

Despedida de John Haney será em agosto

27/07/2007 | 00h00
Após sete anos, o vice-presidente de E&P da Shell no Brasil, John Haney, despede-se em agosto – pela segunda vez, do país. Haney, que deixa o Brasil seguindo a política de rodízio de executivos da Shell, irá para a área de investimentos e projetos em novas fronteiras da Shell em Houston. Em seu lugar, virá Stephen Whyte, gerente de joint ventures e infra-estrutura da Shell em Aberdeen.

“Na verdade, essa será a minha segunda despedida porque cheguei aqui, pela primeira vez, em agosto de 1987, para desenvolver o campo de Merluza, de onde saí em agosto de 1992, só voltando em setembro de 2001 para o cargo atual”, lembra Haney.

“Eu não esperava voltar ao Brasil. Foi uma surpresa muito boa para mim, voltar”, comentou, em entrevista exclusiva para a TN Petróleo, o executivo da petroleira anglo-holandesa.

“Foi muito bom ter participado da abertura da indústria e sair do país com a companhia com um portfólio rico de exploração, o BC-10 e o BS-4 andando, com dezenas de descobertas”, afirmou o executivo.

A Shell, cujos investimentos no país ultrapassam os US$ 2 bilhões, foi a primeira multinacional a produzir e exportar petróleo do Brasil. A empresa participou de todas as Rodadas de Licitações de Blocos da ANP, menos da Quinta.

“É um processo transparente e um exemplo para o resto do mundo, de como deve funcionar”, disse.

“No entanto, eu particularmente gostaria de ver um plano mais longo, um cronograma garantido de quando vão acontecer as Rodadas. Um plano de cinco anos, por exemplo. Mas isso vem com a maturidade. Quase não aconteceu este ano”, ressaltou.

Segundo Haney, a perspectiva para os próximos anos é de mais crescimento. “Antes só havia uma companhia envolvida no país com a atividade de exploração e produção, hoje são mais de 60. Os projetos em andamento vão trazer oportunidades para realmente criar uma indústria de petróleo no país”, ressaltou.

Fonte: Da redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar