acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Auto-suficiência

Dependência permanece

16/03/2006 | 00h00

A propalada auto-suficiência em petróleo não impedirá o país de continuar importando combustíveis. Isso porque o Brasil produz, em absoluta maioria, óleo pesado, de menor valor no mercado internacional. O cobiçado óleo leve, ao ser refinado, proporciona maiores quantidades de derivados nobres, como a gasolina, o diesel e o querosene de aviação. De qualquer forma, no saldo da balança comercial, o país receberá mais dólares do que pagará, o que ajuda a evitar turbulências.

- A auto-suficiência é importante para o país, diminui a vulnerabilidade diante das oscilações dos preços internacionais. Nos últimos dias, por exemplo, as cotações vêm subindo no exterior, mas o consumidor brasileiro não precisa pagar mais pela gasolina por causa disso - afirma Edmar de Almeida.

O anúncio da auto-suficiência coincidirá com a entrada em operação da plataforma P-50, que custou US$ 634 milhões e terá capacidade para produzir 180 mil barris diários (12% de toda a produção nacional) e 6 milhões de metros cúbicos de gás. Com a unidade, a Petrobras passará a produzir 1,91 milhão de barris, contra uma demanda estimada entre 1,85 milhão e 1,9 milhão.



Fonte: Jornal do Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar