acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Homenagem

Décio Oddone recebe o 6º Prêmio Personalidade do Ano da SPE capítulo UFRJ

18/10/2017 | 16h50
Décio Oddone recebe o 6º Prêmio Personalidade do Ano da SPE capítulo UFRJ
Divulgação Divulgação

O diretor-geral da ANP, Décio Oddone, foi homenageado nesta terça-feira (17/10) com o 6º Prêmio Personalidade do Ano, concedido pelos alunos da Society of Petroleum Engineers (SPE) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Ele foi escolhido em reconhecimento de suas ações relacionadas à regulação do setor e dos benefícios trazidos pelas melhorias na indústria de petróleo e gás.

A homenagem ocorreu na abertura da XII Semana do Petróleo da SPE/UFRJ (XII SPetro), que tem como tema "SPetro: O impacto de decisões transformadoras". No evento, Oddone realizou palestra sobre "Os novos rumos da indústria do petróleo no Brasil e as decisões que os tornaram viáveis".

Na apresentação, o diretor-geral abordou a retomada do setor de petróleo e gás no Brasil, possível a partir de uma série de aprimoramentos regulatórios realizados pela ANP e pelo Governo brasileiro, entre eles a instituição de um calendário plurianual de rodadas e simplificação das regras dos editais.

“O calendário de rodadas dá previsibilidade para a indústria. Já vemos empresas reativando seus escritórios de exploração e produção no Brasil”, afirmou, lembrando que o Brasil precisa investir no conhecimento do seu potencial exploratório. “Menos de 5% das bacias estão sob contrato atualmente. A oferta permanente de áreas vai dar uma nova dinâmica à atividade das pequenas e médias empresas no País, revitalizando a produção onshore”.

A 15ª Rodada de Licitações, prevista para ocorrer no primeiro semestre de 2017, deve ter os blocos a serem oferecidos anunciados na próxima semana pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE). “Será uma rodada com menos blocos, com ofertas em mar e terra separadas”, destacou Oddone.

Contudo, os blocos arrematados nas próximas rodadas trarão investimentos no longo prazo. Por isso, Oddone lembrou também as medidas relacionadas aos contratos existentes, que permitirão destravar projetos no curto prazo, como a redução da alíquota dos royalties sobre a produção incremental em campos maduros.

Após a abertura da XII SPetro, Décio Oddone realizou uma visita ao Laboratório de Tecnologia Oceânica (LabOceano), parte do Programa de Engenharia Naval e Oceânica da COPPE/UFRJ.



Fonte: Redação/Assessoria ANP
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar