acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

De lubrificantes a fungicidas, Total eleva aposta no país

03/09/2010 | 08h30
A companhia francesa Total, quinta maior petrolífera global, quer ampliar a atuação da sua divisão de lubrificantes no Brasil. Diversificada, essa área comercializa desde lubrificante, insumos para indústrias de cosméticos até fungicida para combater doenças em plantações de banana - segmento com crescimento significativo para a empresa no país.


Ao Valor, o diretor-geral da Total Lubrificantes do Brasil, Patrick Cazaban, disse que a empresa está investindo R$ 7,5 milhões este ano e outros R$ 4,5 milhões, em 2011, para dobrar a capacidade de produção de lubrificantes no país, das atuais 25 mil toneladas/ano para 50 mil toneladas. Os aportes serão feito na unidade da companhia no país, em Pindamonhangaba (SP).


Presente no Brasil há 12 anos, com penetração no Sul e Sudeste, as vendas de lubrificantes da Total deverão ser ampliadas para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, via distribuidores. A companhia francesa aposta no Brasil como o país com forte potencial de crescimento dos negócios do grupo no mundo. Os investimentos em Pindamonhangaba serão para acompanhar a evolução do volume de vendas da companhia e o desenvolvimento de novas linhas de produtos.

O segmento de lubrificantes movimenta cerca de R$ 10 bilhões, com 1,25 bilhão de litros comercializados, segundo o Sindicom (Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes).


A divisão agrícola, por meio do fungicida, entrou em operação este ano, afirmou Cazaban. A empresa já está negociando desde o início do ano o fungicida Banole, voltado para os bananais. "Já temos uma participação de 10% desse mercado no país", disse. A matéria-prima utilizada para esse produto é um subproduto petroquímico, desenvolvido pela companhia francesa. "Trazemos o produto da França para comercializar no país", afirmou.


Outro importante segmento em expansão dessa divisão é o de insumos para empresas de cosméticos - com o fornecimento de fluidos para composição de batons e cremes, por exemplo.


Segundo Cazaban, esses dois produtos - Banole e fluidos - fazem parte dessa divisão, na qual o lubrificante responde por cerca de 80% da receita. No país, a empresa comercializa duas marcas - Total e Elf (que foi adquirida pela petrolífera em 2000).


A companhia também está com uma ação de marketing no mercado, denominada "Invasão Total", destinada aos clientes que consumirem 4 litros ou mais de produtos da linha Total/Elf. Serão sorteados sete kits com 4 litros de produto Total mais 1 ingresso para assistir ao GP Brasil de Fórmula 1 e mais 3 pacotes com direito a acompanhante e todas as despesas pagas para o consumidor passar o Ano Novo em Paris.


Com atuação em exploração e produção de petróleo, refinarias e na área petroquímica, o grupo está de olho nos negócios envolvendo o pré-sal no país.


Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar