acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Oportunidade

Curso com certificação européia capacita gestores de recursos energéticos para indústrias

15/08/2011 | 10h40
A Câmara Brasil-Alemanha (AHK) abre inscrições para a segunda edição do curso de gestão de recursos energéticos European Energy Manager (Eurem). Dirigido a profissionais envolvidos com programas de sustentabilidade em suas empresas, o curso capacita gestores de projetos de eficiência energética com enfoque especial nas demandas da indústria. As aulas iniciam em novembro.

Com carga horária de 350 horas e duração de 24 semanas (aproximadamente 6 meses), o curso compreende conteúdos teóricos e práticos que mostram ao aluno como desenvolver estratégias de economia de recursos energéticos a partir de diferentes necessidades. Além da formação teórica, os alunos também desenvolvem projetos práticos de eficiência energética, que, na maioria dos casos, são implantados nas organizações em que atuam, posteriormente.

Criado em 2003 por engenheiros alemães e chancelado pela União Europeia (UE), o Eurem é considerado o mais completo programa de formação de gestores de energia do mundo. Desde seu início, já capacitou mais de 1,7 mil profissionais em 12 países europeus. E é considerado pela UE como uma ferramenta estratégica no ambicioso plano de redução em 20% das emissões de gases de efeito estufa do bloco até o ano de 2020 (Plano UE 20 -20).

A Alemanha, país que concentra 65% dos profissionais treinados pelo Eurem, também considera o curso uma ferramenta estratégica em suas políticas energéticas. O país investe pesado na formação de gestores de energia para alcançar suas metas de redução de consumo. Até 2050, o país pretende reduzir para 20% o consumo atual de energia. Além disso, também pretende eliminar energia nuclear da matriz energética antes de 2022.

O Eurem chegou ao Brasil em 2010 por meio de um acordo de cooperação tecnológica que conta com o apoio da Câmara Brasil-Alemanha, do Ministério da Economia e Tecnologia da Alemanha (BMWi) e da Agência Alemã para Cooperação Internacional (GIZ). A primeira turma de gestores de energia Eurem brasileiros se forma em outubro próximo, com a graduação de 19 alunos, certificados para atuarem tanto no Brasil como na UE.

Max Wilson, consultor da Fundação Espaço ECO, é um dos alunos em treinamento. "O curso conseguiu de forma surpreendente alinhar o conteúdo europeu às necessidades de um país em desenvolvimento. O curso também destaca muito bem não só o impacto econômico que as inovações tecnológicas podem trazer às organizações, mas como os outros pilares da sustentabilidade (ambiental e social) podem ser abordados frente às mudanças necessárias na matriz energética brasileira".

“Em um cenário no qual a indústria é pressionada para aumentar a produtividade, a energia é um insumo limitado que não pode ser desperdiçado. Daí a importância da capacitação de gestores de energia no mundo inteiro. E assim ambicionamos expandir este projeto para outros países da América Latina”, afirma Ricardo Rose, diretor de meio ambiente da Câmara, acrescentando que há planos para a implantação do curso na Argentina já em 2012.

Mais informações: www.ahkbrasil.com/eurem


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar