acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

Curitiba recebe líderes do setor de distribuição de energia a partir desta segunda-feira, 07/11 no SENDI 2016

06/11/2016 | 17h37

Cerca de duas mil lideranças do setor de distribuição de energia elétrica são esperadas para o SENDI 2016 – XXII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica, que acontece de 7 a 10 de novembro, no ExpoTrade, na Região Metropolitana de Curitiba (PR). A cerimônia de abertura acontece nesta segunda-feira (7), às 19h30, com a presença do ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, do presidente da Copel, Luiz Fernando Leoni Vianna, do presidente da ANEEL, Romeu Rufino, do presidente da Abradee, Nelson Fonseca Leite, do governador Beto Richa, e representantes das principais concessionárias de energia do país. 

Considerado o maior evento do segmento na América Latina, o SENDI 2016 é palco da apresentação de novas tecnologias, relacionamento de negócios, debate sobre novas tendências e integração de lideranças nacionais e internacionais. Composto por painéis com debates e apresentação de trabalhos técnicos, o encontro promovido pela Abradee e coordenado pela Copel centraliza a programação em quatro eixos: inovação, ética, gestão regulatória e clientes. O debate passa também pela diversificação de fontes de geração de energia frente à crescente demanda nacional por energia, por meio de fontes alternativas e renováveis, como a geração eólica. Nesta edição, 776 trabalhos técnicos também foram inscritos, dos quais 200 foramselecionados para serem apresentados em sessões técnicas e 80 em formato de pôster. 

Na terça-feira (8), os debates iniciam com o painel de Gestão Regulatória, às 8h30. O ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Filho, o presidente da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Ruffino, e o presidente da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), Nelson Leite, discorrem sobre os mecanismos para estimular investimentos no setor de distribuição de energia, com a moderação da presidente do Grupo Neoenergia, Solange Ribeiro, e o apoio do gerente de Regulação da Copel Distribuição, Vicente Loiacono Neto. 

O tema é particularmente espinhoso e sensível e, com certeza, gera muita polêmica e debates acirrados. Na visão dos analistas do mercado, a revisão do modelo regulatório do setor elétrico é essencial sob o risco de se voltar a vivenciar um racionamento de energia em dez anos. O setor exige alteração nas regras, em virtude da crescente introdução de fontes de energia, como a eólica e a solar, e o desenvolvimento da geração distribuída, entre outras transformações. Outro assunto que deve nortear os debates do painel envolve a questão da forte migração para o mercado livre de consumidores especiais. 

No mesmo dia, a partir das 10h45, a discussão sobre inovação é mediada pelo vice-presidente de Assuntos Regulatórios da AES Brasil, Sidney Simonaggio, que aborda o tema com o vice-presidente da Silverspring Networks, Erik Dresswlhuys, o vice-presidente da Landys Gir do Japão, Steve Jenks, e Gualter Crisóstomo, diretor de Sustentabilidade da CEiiA (Centro de Excelência para a Inovação da Indústria Automotiva), um projeto português de referencia internacional em mobilidade urbana. O superintendente de Projetos Especiais da Copel e professor da Universidade Positivo, Júlio Shigeaki Omori, atua como secretário do painel, apresentando a evolução tecnológica como fator de oportunidades de negócios para as distribuidoras. 

Na quarta-feira (9), o evento inicia com o painel de Ética, às 8h30. A importância dos princípios éticos para a sustentabilidade empresarial é abordada pelo procurador do Ministério Público Federal, Deltan Martinazzo Dallagnol, o presidente da OAB/PR, José Augusto Araújo de Noronha, e o Coordenador do Comitê de Ética da Copel, Antônio Raimundo dos Santos. O painel é mediado pelo reitor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Zaki Akel, com o apoio do superintendente de gestão da Copel Distribuição, Maximiliano Andres Orfali. 

Como identificar e satisfazer as expectativas dos clientes num ambiente regulado e em transformação é o tema central do debate mediado pelo presidente da Copel Distribuição, Antonio Sérgio de Souza Guetter, com a participação do superintendente da Aneel, Marcos Bragato, do presidente da Innovare Pesquisa, Milton Marques, e do presidente do Grupo Positivo, Hélio Rotenberg. O superintendente comercial da Copel Distribuição, Hemerson Pedroso, atua como secretário do painel, que acontece na quarta-feira, às 10h45. 

Para o presidente da Copel, Luiz Fernando Leone Vianna, o Seminário tem uma importância que vai muito além do setor elétrico. “Mais que debater a nossa área de atuação, é fundamental a discussão sobre ética, inovação e excelência no atendimento ao cliente”, avalia. Segundo Vianna, a sustentabilidade empresarial será abordada nos três pilares: econômico, ambiental e social. “Não é mais possível pensar uma empresa sem foco em projetos com rentabilidade adequada, que permitam sua solidez financeira e perenidade, conciliada com o respeito aos públicos com quem se relaciona e com a promoção do desenvolvimento socioambiental onde quer que se faça presente”, afirma. 

As inscrições para o XXII SENDI estão abertas e podem ser realizadas pelo site www.sendi.org.br. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail sendi2016@copel.com ou no telefone (51) 3061-3000.

SENDI 2016 – XXII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica 

Data: 7 a 10 de novembro de 2016 

Local: Expotrade – Curitiba – PR 

Sobre o SENDI - realizado desde 1962, o SENDI – Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica é considerado o maior evento do setor na América Latina. Ao longo de 21 edições, realizadas em 12 cidades diferentes, já reuniu mais de 22 mil participantes, além de presidentes da República, governadores, ministros de Estado e representantes das maiores distribuidoras públicas e privadas do País. Parâmetro no processo de modernização do setor e na apresentação de inovações da área, o SENDI já teve ao longo de sua história a exposição de mais de 3 mil contribuições técnicas e mais de 200 diferentes temas abordados. 

Sobre a Copel - é responsável pela distribuição de energia para cerca de 4,5 milhões de clientes de 393 municípios do Paraná – além de Porto União, em Santa Catarina. Eleita a melhor distribuidora de energia do Brasil na Pesquisa Abradee 2015, a Copel administra 190 mil km de redes de distribuição, possui 2,8 milhões de postes e 361 subestações, com potência instalada de 10,5 mil megavolt-ampère (MVA). A empresa conta com postos de atendimento espalhados por todos os municípios da área de concessão. Para a comodidade do cliente, a Copel oferece uma grande variedade de canais de atendimento, como aplicativo para smartphones e tablets, agência virtual, e-mail, chat e call center (0800 51 00 116). 

Sobre a Abradee - a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee) é uma sociedade civil de direito privado, sem fins lucrativos. A história da Associação teve início com a criação do Comitê de Distribuição (CODI), em agosto de 1975 e, posteriormente em 1995, com a constituição jurídica da instituição. São 40 anos de dedicação ao desenvolvimento do setor de distribuição de energia elétrica brasileiro. A Abradee reúne 51 concessionárias de distribuição de energia elétrica – estatais e privadas – atuantes em todas as regiões do país e que juntas são responsáveis pelo atendimento de 99,6% dos consumidores brasileiros. Sediada em Brasília, presta serviços de apoio às suas associadas nas áreas técnica, comercial, econômico-financeira e institucional.



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar