acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Marintec South America 2016

Cummins fortalece estrutura de atendimento na região norte do País

16/09/2016 | 11h00

Preparada para atender às demandas do setor naval brasileiro, a Cummins Brasil, por meio da sua Divisão Marine, confirma participação na 13ª edição da Marintec South America 2016, que acontece entre os dias 19 e 21 de setembro, no Centro de Convenções Sul América, no Rio de Janeiro (RJ). A fabricante de motores Diesel, componentes e grupos geradores oferece ao segmento uma completa gama de produtos que inclui o Pacote Cummins Diesel Elétrico com a tecnologia de velocidade variável (VSDE – Variable Speed Diesel Electric) e o maior motor de alta rotação produzido no mercado global, QSK 95, com 4.000 hp@1.800 rpm, além de suporte técnico com cobertura nacional e estrutura fortalecida para atender ao crescimento do mercado de transporte de grãos, no norte do País, em parceria com a Noroeste, distribuidor na região.

Inaugurada no final de 2013, a Noroeste, com matriz em Manaus (AM) e filial em Porto Velho (RO), conta com estoque estratégico de peças, assistência técnica especializada para atendimento a motores High Horse Power (HHP), estrutura própria para importação de equipamentos e profissionais 100% dedicados ao mercado marítimo.

Para Sérgio Antônio Gabriel, diretor da Noroeste, “hoje temos demandas para o mercado de navegação fluvial, com foco principalmente nos empurradores que atendem ao transporte de cargas em geral, transporte de combustíveis e também o transporte de grãos. Temos apostado no crescimento do mercado de transporte de grãos, principalmente para o escoamento da produção de soja, com boas perspectivas para ampliação da estrutura das hidrovias da região até 2018, mesmo com a retração econômica”, afirma.

Em relação às políticas de conteúdo local, a Cummins Marine oferece ao mercado naval o pacote Diesel Elétrico com alternador nacional. Este projeto ainda conta com um sistema de velocidade variável, tecnologia que proporciona menor consumo de combustível em até 15%. “Trata-se de conjunto de sistemas eletrônicos que, ao gerenciar as variações de demanda de potência como condições do mar, velocidade da embarcação e carga transportada, é capaz de variar a rotação do motor otimizando o consumo”, diz Antonio Colares, gerente de Negócios da Cummins Vendas e Serviços.

Assim como em todos os segmentos nos quais a Cummins Brasil atua, o mercado marítimo também é contemplado com a tecnologia downsizing de motores. Com isso, entrega cada vez mais potência, menor peso e, consequentemente, melhor consumo de combustível e redução de emissões ao ambiente.

A oferta completa de produtos Cummins para o mercado naval inclui motores de propulsão e auxiliares de bordo (mecânicos e eletrônicos) que variam de 6.7 até 95 litros e/ou 300 hp a 4.000 hp; pacotes Diesel Elétrico (de 358 kw a 1.825 kw) e geradores de bordo disponíveis entre 5 kw e 1.800 kw. Toda gama de produtos da Cummins Marine atende à mais rigorosa norma de emissões vigente no País, IMO Tier II.

O mercado de geradores marítimo é atendido pela Cummins com produtos ONAN entre 5 e 90 kW e Cummins Marine para potências superiores, a serem usados como geradores de bordo, de emergência, e conjuntos para propulsão Diesel Elétrica. Segundo Colares, “nossos produtos são muito competitivos nesse mercado; produzimos 100% dos componentes principais dos grupos geradores, ou seja, alternadores, motores e painéis de controle, sendo um importante diferencial em relação à concorrência.

QSK 95 – Disponível no mercado marítimo para o atendimento das demandas de maior potência do segmento offshore, empurradores fluviais, rebocadores portuários e atividades de extração de petróleo, o Cummins QSK-95 é o maior motor de alta rotação já produzido pela Cummins no mundo.

Compacta, a motorização oferece rotação de 1.800 rpm, 95 litros, 16 cilindros em V, capaz de desenvolver de 3.200 a 4.000 cv de potência ou seja, 2.400 kw a 3.000 kw. Projetado e desenvolvido na fábrica de motores Cummins em Indiana, nos EUA, o QSK-95, 100% eletrônico, segue os padrões de qualidade e exigências da empresa, além de atender às mais rigorosas normas de emissões, IMO Tier III e EPA Tier IV.



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar