acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Eletricidade

CTEEP investe R$ 341 milhões para aumentar capacidade de transmissão em SP

07/07/2011 | 15h39
A Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP) está investindo R$ 341 milhões no Estado de São Paulo, por meio de sua subsidiária Interligação Elétrica Pinheiros (IE Pinheiros), para aumentar a capacidade de transmissão de energia elétrica. Os recursos, destinados a quatro subestações e uma linha de transmissão, foram alocados para garantir mais segurança e qualidade do abastecimento de energia elétrica nas regiões de Mirassol, Getulina, Araras, Atibaia e na capital paulista.

“As instalações da IE Pinheiros atenderão a crescente demanda de importantes regiões do estado de São Paulo. Transformando em números, cada subestação tem transformação mínima de 300 MVA, o que representa ampliar a capacidade de transmissão de energia da região onde estão inseridas, ou seja, cada uma garantirá a segurança e qualidade do abastecimento de aproximadamente 600 mil habitantes”, afirma Luiz Roberto Azevedo, gerente de desenvolvimento de novos negócios da CTEEP.

Dos cinco projetos previstos para a região, três já foram concluídos: Mirassol, Araras e Getulina. Com a entrada de operação dessas subestações, a capacidade de energia elétrica disponível foi ampliada e beneficia cerca de 2,4 milhão de habitantes dessas regiões. Além da melhoria de serviço, a IE Pinheiros gera mil postos de trabalho para a execução de todas as obras.

A mais recente subestação que teve início foi a de Mirassol II, localizada na região de São José do Rio Preto, trazendo um reforço importante para o abastecimento de energia elétrica ao Noroeste do estado, em especial para atender a carga da distribuidora CPFL, ampliando a capacidade e confiabilidade na região. Em março deste ano foi a vez da subestação Getulina, localizada entre as cidades de Lins e Guaimbê, que também veio para ampliar a capacidade de transmissão de energia na região Noroeste.

No início de setembro de 2010 a IE Pinheiros colocou em operação sua primeira obra, a subestação Araras II (440 kV com 600 MVA de transformação). Instalada em uma região de cana-de-açúcar, vem para reforçar o fornecimento de energia elétrica, bem como viabilizar o desenvolvimento socioeconômico na região do Pardo, atendendo principalmente os municípios de Ribeirão Preto, Araraquara, São Carlos, Limeira, Rio Claro e Mogi Mirim.
 
A IE Pinheiros prevê colocar em operação, em outubro deste ano, a subestação Atibaia II (400 MVA). E, para o início de 2012, está prevista a energização da subestação Piratininga II (1200MVA), que vem solucionar estruturalmente o abastecimento da região Sul da capital paulista, com a possibilidade de antecipação de parte da obra para o final deste ano.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar