acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Crise do gás entre Rússia e Ucrânia ameaça suprimento da União Européia

02/01/2006 | 00h00

A Europa iniciou o ano de 2006 enfrentando uma potencial crise de energia, depois que a Rússia começou ontem a cortar em 25% o suprimento de gás para a Ucrânia devido a uma grave disputa sobre preços. A Europa recebe cerca de um quarto de seu gás da Rússia, e a maior parte do suprimento é transportada por meio da Ucrânia. Num momento de pico de consumo na Europa, por causa do clima frio, os russos desejam que a Ucrânia pague mais pelo gás.

Analistas dizem que a Ucrânia pode desafiar a Rússia e continuar utilizando gás de seus gasodutos, reduzindo o volume destinado aos clientes europeus. Fontes da indústria disseram que as instalações da Europa estão dispostas a usar estoques e a pedir mais gás de outros fornecedores, como Noruega e Holanda, para garantir o suprimento a consumidores industriais.

A gigante estatal russa Gazprom garantiu que o fornecimento para a Europa não será atingido devido à crise. Autoridades da União Européia (UE) farão um encontro de emergência em 4 de janeiro para debater o problema. O gás russo vai também para França e Áustria, além de outros mercados da Europa central, como Polônia e Hungria, que disseram estar se preparando para eventuais cortes de fornecimento.



Fonte: O Globo
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar