acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

CPFL Renováveis e DESA anunciam associação

17/02/2014 | 10h40

 

A CPFL Renováveis S. A. (CPRE3) e a Dobrevê Energia S.A. (DESA) firmaram acordo de associação. O acordo prevê a incorporação da WF2 Holdings S.A. (WF2), empresa que após um processo de reorganização societária será detentora da totalidade das ações de emissão da DESA e um aumento de capital da CPFL Renováveis. Com isso, os acionistas controladores da DESA receberão novas ações de emissão da CPFL Renováveis, representativas de 12,63% do capital social total da companhia, e poderá nomear um representante para o Conselho de Administração. A operação foi aprovada por unanimidade pelos conselhos de administração das duas empresas.
“Essa associação representa um importante passo no plano de expansão da CPFL Renováveis. Além do valor gerado para os acionistas e demais públicos de interesse, essa transação consolida a liderança da companhia no mercado brasileiro de geração de energia a partir de fontes renováveis”, reforça o presidente da companhia, André Dorf. “Essa associação nos permitirá participar de uma plataforma diversificada de fontes de energias renováveis, alinhando as preocupações ambientais dos nossos acionistas com oportunidades de crescimento constante e acelerado”, diz o presidente da DESA, William Schmidt.
Atualmente, a capacidade contratada da CPFL Renováveis é de 1.786,6 MW distribuídos em oito estados, sendo 1.283,1 MW em operação (326,6 MW em Pequenas Centrais Hidrelétricas, 585,5 MW em energia eólica, 370 MW em biomassa e 1,1 MWp energia solar) distribuídos em 60 usinas, além de 503,5 MW em construção. Já a DESA tem um portfólio de 10 usinas distribuídas por cinco estados, que totalizam 330,8 MW de capacidade instalada  contratada, dos quais 277,6 MW estão em operação e 53,2 MW em construção. Desse total, 96,4 MW são de PCHs e 234,4 MW de parques eólicos.
“A associação com a DESA e a entrada em operação de empreendimentos em fase de construção elevará a capacidade instalada contratada da CPFL Renováveis em 19%, passando de 1,8 GW para 2,1 GW”, estima André Dorf.
A associação ainda poderá sofrer eventuais ajustes decorrentes de auditorias legal, contábil e financeira, de engenharia e ambiental a serem realizadas mutuamente pelas partes envolvidas, bem como da verificação das demonstrações financeiras auditadas da WF2 e da CPFL Renováveis. A operação também estará condicionada à aprovação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e de determinados credores.
Por meio desta associação, a CPFL Renováveis e a DESA reafirmam aos seus colaboradores, clientes, fornecedores e acionistas, bem como às autoridades e ao mercado em geral, seus compromissos de crescimento sustentável, preservação do meio ambiente e geração de energia limpa e renovável para o Brasil.

A CPFL Renováveis S. A. (CPRE3) e a Dobrevê Energia S.A. (DESA) firmaram acordo de associação. O acordo prevê a incorporação da WF2 Holdings S.A. (WF2), empresa que após um processo de reorganização societária será detentora da totalidade das ações de emissão da DESA e um aumento de capital da CPFL Renováveis. Com isso, os acionistas controladores da DESA receberão novas ações de emissão da CPFL Renováveis, representativas de 12,63% do capital social total da companhia, e poderá nomear um representante para o Conselho de Administração. A operação foi aprovada por unanimidade pelos conselhos de administração das duas empresas.

“Essa associação representa um importante passo no plano de expansão da CPFL Renováveis. Além do valor gerado para os acionistas e demais públicos de interesse, essa transação consolida a liderança da companhia no mercado brasileiro de geração de energia a partir de fontes renováveis”, reforça o presidente da companhia, André Dorf. “Essa associação nos permitirá participar de uma plataforma diversificada de fontes de energias renováveis, alinhando as preocupações ambientais dos nossos acionistas com oportunidades de crescimento constante e acelerado”, diz o presidente da DESA, William Schmidt.

Atualmente, a capacidade contratada da CPFL Renováveis é de 1.786,6 MW distribuídos em oito estados, sendo 1.283,1 MW em operação (326,6 MW em Pequenas Centrais Hidrelétricas, 585,5 MW em energia eólica, 370 MW em biomassa e 1,1 MWp energia solar) distribuídos em 60 usinas, além de 503,5 MW em construção. Já a DESA tem um portfólio de 10 usinas distribuídas por cinco estados, que totalizam 330,8 MW de capacidade instalada  contratada, dos quais 277,6 MW estão em operação e 53,2 MW em construção. Desse total, 96,4 MW são de PCHs e 234,4 MW de parques eólicos.

“A associação com a DESA e a entrada em operação de empreendimentos em fase de construção elevará a capacidade instalada contratada da CPFL Renováveis em 19%, passando de 1,8 GW para 2,1 GW”, estima André Dorf.

A associação ainda poderá sofrer eventuais ajustes decorrentes de auditorias legal, contábil e financeira, de engenharia e ambiental a serem realizadas mutuamente pelas partes envolvidas, bem como da verificação das demonstrações financeiras auditadas da WF2 e da CPFL Renováveis. A operação também estará condicionada à aprovação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e de determinados credores.

Por meio desta associação, a CPFL Renováveis e a DESA reafirmam aos seus colaboradores, clientes, fornecedores e acionistas, bem como às autoridades e ao mercado em geral, seus compromissos de crescimento sustentável, preservação do meio ambiente e geração de energia limpa e renovável para o Brasil.

 



Fonte: Revista TN Petróleo, Redação com Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar