acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petróleo

Cotação mais alta em 5 semanas

19/02/2010 | 09h45
Os contratos futuros do petróleo atingiram a máxima de cinco semanas na quinta-feira, em Nova York, com a queda dos estoques de destilados - que incluem diesel e óleo para aquecimento -, preocupações sobre o suprimento de gasolina e reduções na produção do campo de Buzzard, no Mar do Norte.


O contrato de petróleo para março teve alta de US$ 1,73 (2,2%), para US$ 79,06 o barril na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês). Incluindo as transações da plataforma eletrônica, a mínima foi de US$ 76,32 e a máxima de US$ 79,15.


Na ICE Futures, o contrato de petróleo Brent para abril subiu US$ 1,51 (1,98%) e fechou a US$ 77,78 por barril. A mínima foi de US$ 75,27 e a máxima de US$ 77,85. O Departamento de Energia dos EUA (DoE) informou que os estoques de destilados caíram na semana passada em 2,9 milhões de barris, mais que os 1,5 milhão de barris que os analistas haviam previsto.


O DoE também reportou um incremento de 3,1 milhões de barris nos estoques de petróleo, acima do 1,8 milhão de barris que os analistas haviam projetado, enquanto um aumento de 1,5 milhão de barris nos estoques de gasolina ficou em linha com as expectativas.


Foi o mercado da gasolina que puxou os preços para cima, com as preocupações sobre a oferta futura.


A central sindical francesa CGT informou na quinta-feira que os trabalhadores nas refinarias da petrolífera Total votaram a favor de uma greve por período de paralisações. A CGT disse que poderá haver falta de combustível na França.


Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar