acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petroquímica

Copesul obtém lucro trimestral de R$ 203 milhões, 79% superior ao do mesmo período de 2004

26/04/2005 | 00h00

Neste primeiro trimestre de 2005, a Copesul alcançou um lucro de R$ 203,6 milhões. O valor é 79,1% superior aos R$ 113,7 milhões obtidos no mesmo período do ano anterior. O crescimento trismestral ocorre, depois da empresa ter alcançado o maior lucro anual de sua história, em 2004.
Segundo comunicado da empresa o resultado do primeiro trimestre de 2005 reflete a trajetória de lucros ascendentes auferidos pela empresa desde o ano passado.
O Ebtida societário (indicador de lucro operacional antes dos impostos, juros, depreciações e amortizações) foi de R$ 359,3 milhões, contra R$ 214,8 milhões no primeiro trimestre de 2004. A margem Ebtida cresceu de 19,7% para 23,8%. 
A receita bruta da empresa de janeiro a março de 2005 foi de aproximadamente R$ 1,9 bilhão, o que representa um aumento de 34,2% em relação ao primeiro trimestre de 2004, quando a empresa faturou cerca de R$ 1,4 bilhão.
A exportação teve um papel importante no resultado positivo da empresa e conforme se lê no comunicado: "O desempenho econômico-financeiro da Copesul nos últimos meses é reflexo da conjuntura econômica internacional continuamente favorável, que vem mantendo as margens do negócio petroquímico elevadas em relação aos anos passados, mesmo com a alta progressiva dos custos das matérias-primas. A receita líquida de R$ 1,1 bilhão decorreu das vendas de 688 mil toneladas de petroquímicos básicos, solventes e combustíveis, sendo 542 mil t. para clientes no Rio Grande do Sul, 50 mil para outros estados brasileiros e 96 mil t. exportadas".
O nível operacional de 96,8% foi levemente inferior aos 97,9% do primeiro trimestre de 2004, atingindo, todavia, os patamares previstos para um período de manutenção programada das fornalhas, sem prejuízo das vendas aos clientes. Nestes primeiros três meses do ano, 51,9% da nafta processada pela Copesul foram adquiridos da Petrobras e 48,1% foram importados.
A contribuição da Copesul para a economia (índice de valor adicionado) foi 43,5% superior à gerada de janeiro a março de 2004, totalizando R$ 728,3 milhões distribuídos entre governo (61%), acionistas (31%), bancos (5%) e colaboradores (3%). O valor de mercado da ação da companhia apresentou alta de 112,7%, passando de R$ 16,03 em março de 2004 para R$ 34,10 em março de 2005. Com isso, o valor de mercado da Copesul atingiu R$ 5,1 bilhões no final do primeiro trimestre de 2005 (contra R$ 2,4 bilhões em março/2004).



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar