acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Livro

Controle e Monitoramento de Poluentes Atmosféricos

04/08/2016 | 08h58

Em dezembro de 2015, líderes de países industrializados assinaram na França Acordo de Paris, comprometendo-se a diminuir as emissões de carbono a fim de reduzir o aquecimento global. Este foi o primeiro pacto universal de luta contra a mudança climática de cumprimento obrigatório e determina que os 195 países signatários ajam para que a temperatura média do planeta sofra uma elevação "muito abaixo de 2°C, reunindo esforços para limitar o aumento de temperatura a 1,5°C".

Mas como chegar a um termo efetivo entre as necessidades climáticas e de desenvolvimento?

O autor Claudinei de Souza Guimarães ajuda a pensar em boas soluções no livro Controle e Monitoramento de Poluentes Atmosféricos, lançado pela Elsevier. A obra trata do assunto de maneira inédita ao demonstrar a importância de se abordar o assunto de maneira multidisciplinar. aborda de forma inédita as questões relacionControle e Monitoramento de Poluentes Atmosféricos adas à poluição

Em dezembro de 2015, líderes de países industrializados assinaram na França Acordo de Paris, comprometendo-se a diminuir as emissões de carbono a fim de reduzir o aquecimento global. Este foi o primeiro pacto universal de luta contra a mudança climática de cumprimento obrigatório e determina que os 195 países signatários ajam para que a temperatura média do planeta sofra uma elevação "muito abaixo de 2°C, reunindo esforços para limitar o aumento de temperatura a 1,5°C".

Mas como chegar a um termo efetivo entre as necessidades climáticas e de desenvolvimento?

O autor Claudinei de Souza Guimarães ajuda a pensar em boas soluções no livro Controle e Monitoramento de Poluentes Atmosféricos, lançado pela Elsevier. A obra trata do assunto de maneira inédita ao demonstrar a importância de se abordar o assunto de maneira multidisciplinar.

O ambiente atmosférico, pela sua dimensão e, principalmente, pelas inúmeras interferências a que está sujeito, é um dos componentes ambientais mais complexos e vários setores podem ser inseridos no processo de gestão compartilhada, dentre os quais os setores ambientais, saúde, transportes, produção industrial, planejamento, energia e universidades.

Controle e Monitoramento de Poluentes Atmosféricos debate de forma completa todas as disciplinas relacionadas ao tema (Química, Geografia, Direito, Política, História, entre outras), demonstrando a multidisciplinaridade e complexidade do assunto, daí a necessidade de uma gestão integrada.

Sobre o autor: Claudinei de Souza Guimarães é graduado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Realizou mestrado em Físico-Química e doutorado em Química pelo Instituto de Química da UFRJ. É professor da graduação e pós-graduação da Escola de Química e do Programa de Engenharia Ambienta da Escola Politécnica da UFRJ.

Atualmente, mantém as seguintes linhas de pesquisa: controle da emissão dos poluentes na atmosfera; desenvolvimento de biodigestores anaeróbios para a produção de biogás; desenvolvimento de lavadores; monitoramento de poluentes atmosféricos e desenvolvimento de software para modelos de dispersão de plumas.



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar