acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Gás natural

Consumo de gás no Brasil sobe 23,3% com impulso da demanda termelétrica, diz Abegás

26/10/2017 | 08h50

O consumo brasileiro de gás natural cresceu em agosto 23,3 por cento ante o mesmo período do ano passado e subiu 10,8 por cento ante julho, devido principalmente à demanda de usinas térmicas, informou nesta quarta-feira a Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás).

O consumo total de gás no oitavo mês do ano somou 76,46 milhões de metros cúbicos por dia, segundo os dados recebidos com exclusividade pela Reuters.

Os volumes foram impulsionados por uma seca, que estimulou o acionamento de usinas termelétricas a gás, segundo explicou em nota o presidente executivo da Abegás, Augusto Salomon.

"Com o nível dos reservatórios em baixa, a demanda por geração termelétrica no país aumentou 94 por cento na comparação com agosto de 2016", disse Salomon, na nota. Na comparação com julho, o avanço foi de 18,93 por cento.

Em agosto, o consumo para a geração elétrica somou 35,531 milhões de metros cúbicos por dia.

O presidente também destacou o aumento da demanda industrial, que subiu 5,4 por cento em comparação a agosto de 2016 e cresceu 2,8 por cento frente ao desempenho de julho.

O consumo industrial em agosto somou 28,308 milhões de metros cúbicos por dia.

"A retomada da indústria vem se confirmando pela alta do consumo de gás natural nos últimos meses", disse Salomon, defendendo que o gás é a fonte energética que mais tem potencial para ajudar o país na retomada do crescimento.

Para Salomon, o Brasil precisa aproveitar a oportunidade das discussões setoriais em andamento no âmbito federal para implementar políticas que de fato estimulem a demanda, removam os entraves que atrapalham a competitividade e tragam benefícios efetivos para o consumidor.

Os dados constam no levantamento estatístico da Abegás, realizado com concessionárias em 20 Estados, reunindo dados de segmentos como residencial, comercial e automotivo.

 



Fonte: Reuters, 26/10/2017
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar