acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia Elétrica

Consumo de energia cresce 0,2% em julho, aponta EPE

01/09/2014 | 10h13

 

O fraco desempenho do setor industrial foi o principal motivo para o baixo crescimento do consumo de energia do país em julho, de 37.794 gigawatts-hora (GWh). De acordo com dados divulgados há pouco pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o consumo de energia do país em julho foi apenas 0,2% superior do que em igual período do ano passado. Na comparação com junho, o crescimento foi de somente 0,35%.
“O consumo de eletricidade nas indústrias totalizou 14.421 GWh em julho, com uma retração de 6,9% ante igual mês de 2013. Na série dessazonalizada, o recuo foi menor, de 1,7% em relação a junho”, destacou a estatal de estudos energéticos, na resenha mensal de julho.
“O arrefecimento do consumo industrial de energia, que se concentrava nos setores eletrointensivos, se espalhou por outros segmentos. Contribuíram para isto, cenário externo desfavorável e redução da demanda doméstica, além de alguma influência da Copa do Mundo sobre o funcionamento de setores da indústria (menor número de horas trabalhadas no período), completou a EPE.
O desempenho positivo do consumo geral de energia do país foi sustentado, mais uma vez, pelo comportamento dos segmentos residencial e de comércio e serviços. O consumo da classe residencial alcançou 10.605 GWh em julho, com alta de 5,8% ante igual período do ano passado.
Com relação ao setor comercial, o consumo de 6.831 GWh observado em julho foi 5,9% superior ao observado em igual período do ano passado, de acordo com a EPE. 

O fraco desempenho do setor industrial foi o principal motivo para o baixo crescimento do consumo de energia do país em julho, de 37.794 gigawatts-hora (GWh). De acordo com dados divulgados há pouco pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o consumo de energia do país em julho foi apenas 0,2% superior do que em igual período do ano passado. Na comparação com junho, o crescimento foi de somente 0,35%.

“O consumo de eletricidade nas indústrias totalizou 14.421 GWh em julho, com uma retração de 6,9% ante igual mês de 2013. Na série dessazonalizada, o recuo foi menor, de 1,7% em relação a junho”, destacou a estatal de estudos energéticos, na resenha mensal de julho.

“O arrefecimento do consumo industrial de energia, que se concentrava nos setores eletrointensivos, se espalhou por outros segmentos. Contribuíram para isto, cenário externo desfavorável e redução da demanda doméstica, além de alguma influência da Copa do Mundo sobre o funcionamento de setores da indústria (menor número de horas trabalhadas no período), completou a EPE.

O desempenho positivo do consumo geral de energia do país foi sustentado, mais uma vez, pelo comportamento dos segmentos residencial e de comércio e serviços. O consumo da classe residencial alcançou 10.605 GWh em julho, com alta de 5,8% ante igual período do ano passado.

Com relação ao setor comercial, o consumo de 6.831 GWh observado em julho foi 5,9% superior ao observado em igual período do ano passado, de acordo com a EPE. 

 



Fonte: Valor Online
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar