acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Seminário Biocombustíveis

Consumo de combustíveis cresceu 3,2% até novembro

02/12/2008 | 10h30

Acumulado de janeiro a novembro, o consumo de combustíveis no país, cresceu 3,2% em relação ao registrado em igual período de 2007, ficando no patamar de cerca de 1,8 milhão de barris por dia em média. A informação foi divulgada, nesta segunda-feira, pelo diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, que participou da abertura do Seminário "Biocombustíveis - Energia do Século XXI".

 

De acordo com Paulo Roberto Costa, por mais que as previsões de especialistas indiquem uma redução do consumo de energia em 2009, isso não significa que se deve reduzir investimentos. Segundo ele, não houve nenhum impacto da crise econômica mundial para puxar esse consumo para baixo no mês passado.“O que tivemos foi uma retração do consumo de diesel, que acontece tradicionalmente nesta época com o final da safra”, afirmou.

 

Além disso, o diretor não quis antecipar quais alterações podem ocorrer no Plano de Negócios da Petrobras, que será apresentado até o dia 20 de dezembro, devido às dificuldades de financiamento provocadas pela crise internacional. Segundo ele, o Conselho de Administração da empresa se reunirá no dia 19 para aprovar o documento.

 

Também presente no evento, o presidente da Petrobras Biocombustível, Alan Kardec Pinto, participou da abertura do seminário e também ministrou uma palestra no encontro. Kardec afirmou que a produção brasileira de etanol deverá triplicar até 2020. Segundo o executivo, a expectativa é de que a produção passe dos atuais 25 bilhões de litros por ano para cerca de 70 bilhões de litros por ano em 2020.

 

De acordo com ele, o Brasil deve começar a utilizar a tecnologia do etanol de celulose em escala comercial até 2015 para não ficar atrás dos Estados Unidos e do Canadá, que também estão investindo nestas pesquisas. Segundo ele, isso poderá triplicar a produtividade do etanol por hectare plantado.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar