acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Tecnologia

Construído o maior pórtico para hidrelétricas da América Latina

25/06/2004 | 00h00

A Alstom entregou à Edelca - Electrificación del Caroni - o maior pórtico da América Latina para acionar comportas de emergência. O contrato foi fechado em 2002 no valor de US$ 5 milhões, a obra foi construída na unidade de Taubaté (SP), em um ano, e instalada recentemente, na Hidrélétrica de Caruachi, na Venezuela. A usina tem capacidade de geração de energia de 2.160 megawatts (MW) e o pórtico tem 26 metros de altura e 28 metros de comprimento, com três guinchos de 150 toneladas cada.
Segundo comunicado, a Alstom foi a única empresa no mundo a aceitar o desafio de entregar uma obra tão imensa em tão pouco tempo. Normalmente, pórticos deste tipo são construídos em no mínimo 18 meses. "O  cumprimento de tais desafios permitiram que entrássemos, definitivamente, no seleto time de companhias capazes de atender a contento fornecimentos de pórticos de emergência de grande peso", conclui Luiz Antônio Bovo, diretor de Water Business da empresa.
O pórtico tem a finalidade de atuar como proteção em caso de falha das turbinas, fechando as comportas imediata e automaticamente, sem necessidade de comando de um operador. Como não pode falhar, possui sofisticados dispositivos de segurança e três ganchos de grande capacidade trabalhando simultaneamente, com equipamentos de última geração. Se ele quebra a usina pára de funcionar causando enormes prejuízos. Fabricado e projetado na unidade da Alstom de Taubaté, interior de São Paulo, é capaz de suportar até terremotos e está equipado com um grupo gerador diesel de 500 kVA, para que possa operar mesmo em casa de falta de energia elétrica.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar