acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
China

Construção de siderúrgica gigante de US$ 30 bilhões

05/09/2008 | 06h54

A China anunciou nesta quinta-feira investimento de US$ 30 bilhões na construção de usina siderúrgica que poderá ser a maior do país e a quinta maior do mundo, com capacidade de 30 milhões de toneladas de aço por ano, o equivalente a quase toda a produção do Brasil em 2007, de 34 milhões de toneladas.

 

O valor a ser aplicado pela China é 7,5 vezes maior que o investimento da Companhia Siderúrgica do Atlântico, que a alemã Thyssenkrupp constrói no Rio de Janeiro em parceria com a Vale e que produzirá 5 milhões de toneladas de aço/ano a partir de 2009.

 

A capacidade de produção de 30 milhões de toneladas/ano supera a detida hoje pela Baosteel, maior siderúrgica chinesa e quinta maior do mundo, com 28,6 milhões de toneladas em 2007.

 

O país já é de longe o maior fabricante de aço do mundo, com 489 milhões de toneladas (mmt) em 2007, quantia que supera a soma da produção dos sete países que aparecem em seguida no ranking: Japão (120 mmt), Estados Unidos (98 mmt), Rússia (72,4 mmt), Índia (53 mmt), Coréia do Sul (51,5 mmt), Alemanha (48,6 mmt) e Ucrânia (42,8 mmt).

 

 

Entre 2006 e 2007, a China elevou a produção em 66,2 milhões de toneladas, o dobro do que foi fabricado no Brasil. Em 2007, o país asiático entregou 36% do aço produzido no mundo.

 

Com o aumento de sua capacidade siderúrgica, a China se tornou o principal comprador de minério de ferro do Brasil e o maior cliente da Vale - o produto é a matéria-prima do aço e seu preço disparou nos últimos anos com a demanda do país asiático.

 

Além de reduzir a fragmentação do setor, a reestruturação promovida pelo governo chinês tem o objetivo de aumentar a competitividade das usinas e reduzir seus custos de transporte, por meio da transferência das plantas do interior para regiões costeiras.

 

O vertiginoso aumento da produção chinesa é considerado a maior ameaça ao setor siderúrgico global pelos fabricantes instalados europeus, americanos e brasileiros.

 

Em poucos anos, a China deixou de ser importadora de aço e se transformou na maior exportadora, com venda de 51,7 milhões de toneladas ao exterior em 2007 ou 32,6 milhões se forem consideradas apenas as exportações líquidas.



Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar