acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Indústria Naval

Consórcios buscam voltar à licitação

02/03/2006 | 00h00

Os consórcios representados pelos estaleiros Keppel Fels e Eisa apresentaram recursos administrativos à Transpetro contra as suas desclassificações da licitação para a construção de 26 navios petroleiros. Apesar de garantir que analisará a reivindicação e manter os prazos para recursos, a estatal alegou que as regras da concorrência foram cumpridas.

A desclassificação dos dois consórcios da licitação foi anunciada pela Transpetro dia 10 de fevereiro. Segundo a empresa, a retirada das concorrentes do pleito foi causada por questões financeiras. Restaram, então, quatro grupos de estaleiros participando da última fase da concorrência - a proposta de preço.

Segundo o presidente da subsidiária de transportes da Petrobras, Sérgio Machado, as regras da licitação foram cumpridas e não causaram prejuízo a nenhum dos participantes. Ele disse que acatará os recursos e irá estudá-los nos prazos regimentais.

Após o prazo para interposição das repostas, a empresa deve esperar mais cinco dias para que as demais concorrentes possam tomar ciência das peças, podendo recorrera. Ao final dos períodos, a Transpetro deverá abrir as propostas de preços dos lotes de navios Suezmax (será encomendado uma embarcação), Aframax (duas), Panamax (três) e gaseiros (cinco).

Processo

Quando anunciou a desclassificação dos consórcios Keppel Fels e Eisa, Machado disse que os estaleiros não disputaram ‘‘seriamente’’ a licitação, além de ter informado que os eliminados não apresentaram as formas de financiamento das embarcações.

Sobre o comentário, o assessor da diretoria da Keppel Fels, Fillipe Rizzo, disse que a empresa apresentou garantias de financiamentos para obter capital para a construção dos navios junto a órgãos internacionais, mas não divulgaria quais seriam os seus financiadores.



Fonte: A Tribuna (Santos)
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar