acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Pré-sal

Confirmados os contratos para construção de seis sondas de perfuração

16/07/2012 | 14h36

 

A Petrobras aprovou a assinatura dos contratos com a empresa Sete Brasil para a construção de seis plataformas flutuantes de perfuração a serem construídas no Estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis (RJ) com percentuais de conteúdo local entre 55 e 65%.
As sondas, do tipo semissubmersível, fazem parte do pacote de 21 equipamentos negociados com a Sete Brasil, conforme divulgado em 9 de fevereiro de 2012, e serão entregues a partir de 2016. As sondas se destinam à perfuração de poços no pré-sal da Bacia de Santos e poderão operar em profundidade d’água de 3 mil metros, com capacidade de perfurar poços de até 10 mil metros.
Após a construção, elas serão afretadas à Petrobras por um período de 15 anos. Três sondas serão operadas pela empresa Petroserv SA, duas pela empresa Queiroz Galvão Óleo e Gás SA e a outra pela empresa Odebrecht Óleo e Gás SA.
A estatal fez uma análise crítica prévia no estaleiro e comprovou sua potencial capacidade para o atendimento dos compromissos contratuais de construção das seis plataformas, com o conteúdo local e nos prazos exigidos. Foram também verificadas a adequação das instalações e evidências de compromissos com fornecedores dos insumos e principais pacotes de equipamentos das sondas, licenciamento ambiental, gestão de SMS (Segurança, Meio Ambiente e Saúde), gestão contratual, além de aspectos jurídicos e financeiros.

A Petrobras aprovou a assinatura dos contratos com a empresa Sete Brasil para a construção de seis plataformas flutuantes de perfuração a serem construídas no Estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis (RJ) com percentuais de conteúdo local entre 55 e 65%.


As sondas, do tipo semissubmersível, fazem parte do pacote de 21 equipamentos negociados com a Sete Brasil, conforme divulgado em 9 de fevereiro de 2012, e serão entregues a partir de 2016. As sondas se destinam à perfuração de poços no pré-sal da Bacia de Santos e poderão operar em profundidade d’água de 3 mil metros, com capacidade de perfurar poços de até 10 mil metros.


Após a construção, elas serão afretadas à Petrobras por um período de 15 anos. Três sondas serão operadas pela empresa Petroserv SA, duas pela empresa Queiroz Galvão Óleo e Gás SA e a outra pela empresa Odebrecht Óleo e Gás SA.


A estatal fez uma análise crítica prévia no estaleiro e comprovou sua potencial capacidade para o atendimento dos compromissos contratuais de construção das seis plataformas, com o conteúdo local e nos prazos exigidos. Foram também verificadas a adequação das instalações e evidências de compromissos com fornecedores dos insumos e principais pacotes de equipamentos das sondas, licenciamento ambiental, gestão de SMS (Segurança, Meio Ambiente e Saúde), gestão contratual, além de aspectos jurídicos e financeiros.

 



Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar