acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Eletrobras

Compensação por investimentos deve ser de R$ 3 bi a R$ 4 bi

05/12/2012 | 17h21

 

monique.pereira@kfels.com.br
Eletrobras: compensação por investimentos deve ser de R$ 3 bi a R$ 4 bi
1 2 3 4 5
 ( 0 Votos )
Eletricidade
QUA, 05 DE DEZEMBRO DE 2012 06:25
BRASÍLIA - O presidente da Eletrobras, José da Costa Carvalho, afirmou ontem, terça-feira, 4, que a companhia espera receber entre R$ 3 bilhões e R$ 4 bilhões como compensação pelos investimentos em geração feitos ao longo dos contratos de concessão que serão renovados. "O total a receber deve ficar dentro dessa ordem de grandeza", disse o executivo.
Decreto publicado ontem deu até o dia 31 de dezembro de 2013 para que as empresas que renovarem os contratos apresentem informações sobre investimentos em melhorias, modernizações e ampliações dos ativos de geração. O pagamento dessa compensação poderá ser em forma de novas indenizações ou ainda por meio de revisões tarifárias.
Além disso, a companhia também deverá receber mais indenizações pelos ativos de transmissão anteriores ao ano 2000. Segundo a Eletrobras, o valor contábil dessas linhas seria de R$ 11 bilhões, dos quais ainda precisam ser subtraídas as depreciações.
Pela proposta original do governo, a estatal receberia cerca de R$ 14 bilhões, bem abaixo dos R$ 30 bilhões desejados pelo próprio Carvalho antes da divulgação dos valores oficiais.
Carvalho disse que a companhia deve apresentar até o início de 2013 um plano diretor de negócios ao mercado.
O plano terá de ser aprovado antes pelo Ministério de Minas e Energia e pelo Conselho de Administração da companhia. Entre as medidas, de curto, médio e longo prazo, estão ações relacionadas a investimentos, sinergia, melhorias operacionais e cortes de custo. "Os investimentos serão mantidos", afirmou, ressaltando que a empresa quer manter seu participação na oferta de investimentos na área de geração e transmissão.
Segundo ele, a filosofia de internacionalização continua, mas terá de ser "ajustada". "Estamos contratando uma consultoria para fazer análises de mais longo prazo."

O presidente da Eletrobras, José da Costa Carvalho, afirmou ontem, terça-feira (4), que a companhia espera receber entre R$ 3 bilhões e R$ 4 bilhões como compensação pelos investimentos em geração feitos ao longo dos contratos de concessão que serão renovados. "O total a receber deve ficar dentro dessa ordem de grandeza", disse o executivo.


Decreto publicado ontem deu até o dia 31 de dezembro de 2013 para que as empresas que renovarem os contratos apresentem informações sobre investimentos em melhorias, modernizações e ampliações dos ativos de geração. O pagamento dessa compensação poderá ser em forma de novas indenizações ou ainda por meio de revisões tarifárias.


Além disso, a companhia também deverá receber mais indenizações pelos ativos de transmissão anteriores ao ano 2000. Segundo a Eletrobras, o valor contábil dessas linhas seria de R$ 11 bilhões, dos quais ainda precisam ser subtraídas as depreciações.


Pela proposta original do governo, a estatal receberia cerca de R$ 14 bilhões, bem abaixo dos R$ 30 bilhões desejados pelo próprio Carvalho antes da divulgação dos valores oficiais.


Carvalho disse que a companhia deve apresentar até o início de 2013 um plano diretor de negócios ao mercado.


O plano terá de ser aprovado antes pelo Ministério de Minas e Energia e pelo Conselho de Administração da companhia. Entre as medidas, de curto, médio e longo prazo, estão ações relacionadas a investimentos, sinergia, melhorias operacionais e cortes de custo. "Os investimentos serão mantidos", afirmou, ressaltando que a empresa quer manter seu participação na oferta de investimentos na área de geração e transmissão.


Segundo ele, a filosofia de internacionalização continua, mas terá de ser "ajustada". "Estamos contratando uma consultoria para fazer análises de mais longo prazo."

 



Fonte: Agência Estado
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar