acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Eficiência Energética

Comitê do Rio Capital da Energia realiza primeira reunião de 2013

28/03/2013 | 10h24

 

O comitê executivo do Programa Rio Capital da Energia teve a primeira reunião de 2013 na quarta-feira (27), liderada pelo secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Julio Bueno, com a participação de representantes das empresas parceiras no programa. Criado pelo Governo do Estado, o Rio Capital da Energia já conta com 45 projetos, com investimentos totais de R$ 1,4 bilhão.
“O programa é nosso, é conjunto. O que queremos é que, um dia, seja levado adiante pela sociedade e não pelo governo. Mas estamos ativos, não queremos ter uma ação passiva nessa iniciativa”, explicou Bueno. O secretário adiantou ainda que o Rio pretende realizar uma campanha de eficiência energética.
A coordenadora do Rio Capital da Energia, Maria Paula Martins, observou que o Programa apresenta uma carteira dinâmica de projetos, sendo que todos deverão ser implementados até 2015. Entre as iniciativas já em pleno andamento, ela destacou projetos do Sebrae (Eficiência em Micro e Pequenas Empresas), da UFRJ (Vikaflex, com inovação em material para construção civil), da Eletrobras (aprimoramento dos sistemas de gerenciamento da malha de transmissão de energia elétrica e um laboratório de redes elétricas inteligentes), além de projetos desenvolvidos pelo governo estadual.
Bueno citou iniciativas importantes para ganhos de eficiência energética que estão sendo lideradas pelo estado, como um programa de modernização da frota de caminhões, com redução da idade da frota, e a participação ativa no parque tecnológico do Fundão, da UFRJ, que está se tornando, segundo ele, um importante polo de inovação de empresas no Brasil. Outra iniciativa citada pelo secretário é a criação de um grupo de trabalho sobre veículos elétricos. O objetivo é estudar a implantação de uma fábrica no Rio para esse tipo de automóveis, além de garantir a estrutura que será necessária para que os veículos possam circular no estado.
Como parte das iniciativas de divulgação do Programa, concessionárias parceiras como Ampla, Light e CEG deverão veicular por 90 dias, em suas faturas, a marca do Rio Capital da Energia, como forma de esclarecer os clientes sobre a importância do uso racional dos recursos energéticos.
Maria Paula e Bueno apresentaram aos parceiros, ainda, os seminários previstos para este ano. Após a bem-sucedida realização de dois eventos em 2012, voltados para o etanol e o gás natural, em 2013 deverá ser a vez das discussões sobre a economia do Baixo Carbono e de energia elétrica, provavelmente no segundo semestre.
O secretário e a coordenadora manifestaram, também, o interesse de realizar, no Rio de Janeiro, uma grande feira internacional de tecnologia, voltada para a racionalização, inovação e sustentabilidade. “Queremos colocar o Rio na vanguarda dessas discussões”, disse Bueno. Ele frisou que a Secretaria “está aberta a parcerias com empresas que queiram realizar seminários de interesse estratégico para o setor de energia no estado”.

O comitê executivo do Programa Rio Capital da Energia teve a primeira reunião de 2013 na quarta-feira (27), liderada pelo secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Julio Bueno, com a participação de representantes das empresas parceiras no programa. Criado pelo Governo do Estado, o Rio Capital da Energia já conta com 45 projetos, com investimentos totais de R$ 1,4 bilhão.


“O programa é nosso, é conjunto. O que queremos é que, um dia, seja levado adiante pela sociedade e não pelo governo. Mas estamos ativos, não queremos ter uma ação passiva nessa iniciativa”, explicou Bueno. O secretário adiantou ainda que o Rio pretende realizar uma campanha de eficiência energética.


A coordenadora do Rio Capital da Energia, Maria Paula Martins, observou que o Programa apresenta uma carteira dinâmica de projetos, sendo que todos deverão ser implementados até 2015. Entre as iniciativas já em pleno andamento, ela destacou projetos do Sebrae (Eficiência em Micro e Pequenas Empresas), da UFRJ (Vikaflex, com inovação em material para construção civil), da Eletrobras (aprimoramento dos sistemas de gerenciamento da malha de transmissão de energia elétrica e um laboratório de redes elétricas inteligentes), além de projetos desenvolvidos pelo governo estadual.


Bueno citou iniciativas importantes para ganhos de eficiência energética que estão sendo lideradas pelo estado, como um programa de modernização da frota de caminhões, com redução da idade da frota, e a participação ativa no parque tecnológico do Fundão, da UFRJ, que está se tornando, segundo ele, um importante polo de inovação de empresas no Brasil. Outra iniciativa citada pelo secretário é a criação de um grupo de trabalho sobre veículos elétricos. O objetivo é estudar a implantação de uma fábrica no Rio para esse tipo de automóveis, além de garantir a estrutura que será necessária para que os veículos possam circular no estado.


Como parte das iniciativas de divulgação do Programa, concessionárias parceiras como Ampla, Light e CEG deverão veicular por 90 dias, em suas faturas, a marca do Rio Capital da Energia, como forma de esclarecer os clientes sobre a importância do uso racional dos recursos energéticos.


Maria Paula e Bueno apresentaram aos parceiros, ainda, os seminários previstos para este ano. Após a bem-sucedida realização de dois eventos em 2012, voltados para o etanol e o gás natural, em 2013 deverá ser a vez das discussões sobre a economia do Baixo Carbono e de energia elétrica, provavelmente no segundo semestre.


O secretário e a coordenadora manifestaram, também, o interesse de realizar, no Rio de Janeiro, uma grande feira internacional de tecnologia, voltada para a racionalização, inovação e sustentabilidade. “Queremos colocar o Rio na vanguarda dessas discussões”, disse Bueno. Ele frisou que a Secretaria “está aberta a parcerias com empresas que queiram realizar seminários de interesse estratégico para o setor de energia no estado”.



Fonte: Redação / Agência
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar