acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia em debate

Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico avalia condições de atendimento do Sistema Interligado

02/06/2010 | 11h30

O ministro de Minas e Energia, Márcio Pereira Zimmermann, presidiu, nesta segunda-feira (31), a 82ª reunião ordinária do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE). O Comitê se reuniu para avaliar as condições de atendimento do Sistema Interligado Nacional (SIN) e para deliberar sobre o relatório do Grupo de Trabalho criado pela Portaria MME 435/2009 (ocorrência do dia 10 de novembro de 2009).

 

O relatório do referido Grupo de Trabalho contemplou uma avaliação dos principais temas da ocorrência e envolveu aspectos associados ao planejamento, operação, proteção, manutenção, ensaios normatizados e pesquisa experimental, envolvendo instalações e equipamentos, bem como faz uma proposição de ações para melhorar a segurança do Sistema Interligado Nacional. Os trabalhos foram conduzidos tendo como referência o Relatório de Análise de Perturbação (RAP), elaborado pelo Operador Nacional do Sistema (ONS) e pelos agentes, conforme estabelecido nos Procedimentos de Rede.

 

As análises e os estudos realizados concluíram que os curtos-circuitos verificados, que levaram à ocorrência, foram provocados por descargas atmosféricas e/ou pela redução da suportabilidade dos isoladores quando submetidos a condições atmosféricas adversas, caracterizadas por chuvas intensas com rajadas de ventos. Esses fenômenos climáticos submeteram os equipamentos da SE Itaberá a condições atípicas, com exigências acima daquelas de projeto e prescritas em normas brasileiras, e que motivaram, inclusive, a realização de pesquisas experimentais pelo Cepel e ações por parte de Furnas, algumas de caráter emergencial.

 

Portanto, o evento não se caracterizou por causas estruturais de desequilíbrio entre oferta e demanda de energia elétrica ou deficiências de investimentos ou, finalmente, falha de manutenção/operação, confirmando a robustez do Sistema Elétrico Brasileiro.

 

A Secretaria de Energia Elétrica (SEE) do MME apresentou um balanço das obras de expansão da geração e transmissão em todo o país. Na geração, foi destacada a entrada em operação de 2.383 MW, até 31 de maio, para a meta prevista em 31 de dezembro de 7.040 MW. Na transmissão, foram incorporados ao SIN 380 km de linhas de transmissão, neste mesmo período, para uma meta prevista de 2.709 km até 31 dezembro de 2010.

 



Fonte: Redação/ Agências
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar