acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Política

Comissão externa da Petrobras reúne-se com o procurador-geral da República

29/04/2014 | 12h14

 

A comissão externa da Câmara dos Deputados, criada para investigar denúncias de que funcionários da Petrobras teriam recebido propina da companhia holandesa SBM Offshore, reúne-se no fim da tarde com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. A reunião será realizada no gabinete do procurador, às 18 horas.
Na semana passada, o presidente da comissão externa, deputado Maurício Quintella Lessa (PR-AL), se reuniu com o ministro-chefe da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage. O parlamentar queria que a CGU compartilhasse documentos da sindicância aberta na Petrobras com a comissão externa, mas o ministro se recusou a fornecê-los.
Segundo Jorge Hage, os documentos são sigilosos e a estatal solicitou que os documentos não fossem fornecidos aos parlamentares.
Quintella Lessa lamentou a decisão da CGU e disse que ia tentar conseguir os documentos por meio judicial ou por outros órgãos.
Oposição pressiona por instalação de CPI mista
Líderes e oposição na Câmara pressionam pela instalação de uma comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI) para investigar as denúncias contra a Petrobras.
Na última semana, a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu em caráter liminar (provisório), que o Senado deve instalar uma CPI exclusiva da Petrobras, como defende a oposição. Mas ainda há expectativa de que o presidente do Senado, Renan Calheiros, recorra ou não ao plenário do STF, já que parlamentares da base do governo defendem uma CPI mais ampla que trate de outras denúncias como irregularidades no metrô de São Paulo e do Distrito Federal e na construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.

A comissão externa da Câmara dos Deputados, criada para investigar denúncias de que funcionários da Petrobras teriam recebido propina da companhia holandesa SBM Offshore, reúne-se no fim da tarde com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. A reunião será realizada no gabinete do procurador, às 18 horas.

Na semana passada, o presidente da comissão externa, deputado Maurício Quintella Lessa (PR-AL), se reuniu com o ministro-chefe da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage. O parlamentar queria que a CGU compartilhasse documentos da sindicância aberta na Petrobras com a comissão externa, mas o ministro se recusou a fornecê-los.

Segundo Jorge Hage, os documentos são sigilosos e a estatal solicitou que os documentos não fossem fornecidos aos parlamentares.

Quintella Lessa lamentou a decisão da CGU e disse que ia tentar conseguir os documentos por meio judicial ou por outros órgãos.


Oposição pressiona por instalação de CPI mista

Líderes e oposição na Câmara pressionam pela instalação de uma comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI) para investigar as denúncias contra a Petrobras.

Na última semana, a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu em caráter liminar (provisório), que o Senado deve instalar uma CPI exclusiva da Petrobras, como defende a oposição. Mas ainda há expectativa de que o presidente do Senado, Renan Calheiros, recorra ou não ao plenário do STF, já que parlamentares da base do governo defendem uma CPI mais ampla que trate de outras denúncias como irregularidades no metrô de São Paulo e do Distrito Federal e na construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.

 



Fonte: Agência Câmara
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar