acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Finanças

Combustível mais barato aquece altas nas bolsas

12/11/2004 | 00h00

A forte queda da cotação internacional do petróleo, que retrocedeu a US$ 47,50 por barril, foi o combustível que promoveu altas ontem nas maiores bolsas mundiais. Também houve impulso importante nas ações dos setores de tecnologia e telefonia, graças a previsões de bons resultados.
Nos Estados Unidos o dia foi de poucos negócios, devido ao feriado do Dia do Veterano, mas as bolsas operaram e registraram boas altas ao fim das sessões. O Dow Jones, principal índice da Bolsa de Nova York, avançou 0,81%, a 10.469 pontos - pouco abaixo do pico de 10.483 pontos. O Standard & Poor´s 500 subiu 0,91%, para 1.173 pontos. E o indicador tecnológico Nasdaq Composto cresceu 1,31%, a 2.061 pontos.
O pronunciado recuo no preço do petróleo ajudou a aliviar a preocupação com o impacto do alto custo da energia sobre os custos das empresas. Com isso, ganharam ações de indústrias tradicionais. O pregão também foi bom para o setor de tecnologia: as ações da Microsoft, Intel e Advanced Micro Devices foram os que mais se valorizaram.
O dia foi de euforia na Europa, onde os principais índices acionários fecharam no nível mais alto dos últimos dois anos e meio. A continuada queda no preço do petróleo e a divulgação de dividendos maiores do que o esperado da operadora de telecomunicações alemã Deutsche Telekom impulsionaram os mercados do Velho Continente.
A maior certeza quanto ao rumo dos juros no mundo também ajudou a reforçar os ânimos dos investidores, um dia depois da elevação, sem surpresas, da taxa básica americana, que foi para 2% ao ano.
O destaque da sessão européia foram as ações da Deutsche Telekom, que subiram 4,4%, após a companhia ter anunciado que pagaria 2,6 bilhões de euros aos acionistas, graças aos fortes resultados do terceiro trimestre. A notícia acabou valorizando os papéis do setor de telefonia como um todo na Europa.
Na Bolsa de Londres, o índice FTSE-100 avançou 0,90%, para 4.776 pontos. No pregão de Frankfurt, o DAX valorizou-se 1,02%, a 4.130 pontos. O CAC-40, de Paris, subiu 1,29%, a 3.833 pontos.



Fonte: Valor Econômico/ ag
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar