acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Economia

Com tendência de queda, prévia da inflação oficial fica em 0,67%

23/01/2014 | 10h33

 

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), que é a prévia da inflação oficial, registrou taxa de 0,67% em janeiro deste ano. O índice é inferior ao observado nas prévias de dezembro (0,75%) e janeiro de 2013 (0,88%), segundo dados divulgados nesta quinta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Em 12 meses, o IPCA-15 acumula taxa de 5,63%. A queda da taxa em janeiro foi influenciada principalmente pelas despesas com transporte, cuja inflação caiu de 1,17% em dezembro para 0,43% neste mês. Neste grupo de despesas, o principal destaque foi a queda de preços (deflação) de 16,32% nas passagens aéreas.
Também tiveram queda da taxa os grupos de despesa comunicação (que passou de 0,92% na prévia de dezembro para -0,02% na prévia de janeiro), vestuário (que passou de 0,78% para 0,59%), artigos de residência (de 0,57% para 0,49%), saúde e cuidados pessoais (de 0,46% para 0,41%) e habitação (de 0,59% para 0,58%).
Por outro lado, a alta da inflação dos alimentos impediu uma queda maior do IPCA-15 em janeiro. A inflação dos alimentos e bebidas subiu de 0,59% na prévia de dezembro para 0,96% em janeiro. Entre os itens que mais contribuíram para a inflação dos alimentos estão a cenoura (com taxa de 16,3%), cebola (14,33%), frutas (4,34%), hortaliças(4,57%), arroz (1,49%) e o pão francês (1,04%).

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), que é a prévia da inflação oficial, registrou taxa de 0,67% em janeiro deste ano. O índice é inferior ao observado nas prévias de dezembro (0,75%) e janeiro de 2013 (0,88%), segundo dados divulgados nesta quinta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em 12 meses, o IPCA-15 acumula taxa de 5,63%. A queda da taxa em janeiro foi influenciada principalmente pelas despesas com transporte, cuja inflação caiu de 1,17% em dezembro para 0,43% neste mês. Neste grupo de despesas, o principal destaque foi a queda de preços (deflação) de 16,32% nas passagens aéreas.

Também tiveram queda da taxa os grupos de despesa comunicação (que passou de 0,92% na prévia de dezembro para -0,02% na prévia de janeiro), vestuário (que passou de 0,78% para 0,59%), artigos de residência (de 0,57% para 0,49%), saúde e cuidados pessoais (de 0,46% para 0,41%) e habitação (de 0,59% para 0,58%).

Por outro lado, a alta da inflação dos alimentos impediu uma queda maior do IPCA-15 em janeiro. A inflação dos alimentos e bebidas subiu de 0,59% na prévia de dezembro para 0,96% em janeiro. Entre os itens que mais contribuíram para a inflação dos alimentos estão a cenoura (com taxa de 16,3%), cebola (14,33%), frutas (4,34%), hortaliças(4,57%), arroz (1,49%) e o pão francês (1,04%).

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar