acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
China

Com quase US$7 bilhões de investimentos em 2017 no Brasil, a China chegou com tudo nas áreas de energia e mineração

19/01/2018 | 13h11
Com quase US$7 bilhões de investimentos em 2017 no Brasil, a China chegou com tudo nas áreas de energia e mineração
Divulgação Divulgação

Os dados, extraídos do Boletim sobre Investimentos Chineses no Brasil destacam projetos no setor de energia. Entre anunciados e confirmados, a China se envolveu em 250 projetos no Brasil no período de 2003 a 2017 com valores totais de US$ 123,9 bilhões. Destes, 93 projetos foram confirmados, totalizando US$ 53,5 bilhões.

Do montante confirmado, 85% referem-se a projetos nas áreas de energia e mineração. A maior parte dos recursos confirmados, ou 73,6% dos recursos investidos, tem origem em empresas do setor público chinês.

A despeito da concentração do estoque dos investimentos chineses em poucas áreas, observa-se aumento da diversificação dos investimentos no Brasil em mais áreas, incluindo serviços, bem como tendência de aumento da participação de investimentos de empresas privadas chinesas.

Os dados apontam que 2017 foi o segundo melhor ano dos investimentos chineses no Brasil, com cerca de US$ 20,9 bilhões em projetos anunciados e confirmados.

No ano passado, houve investimentos confirmados nos setores energético, logística de transportes, agronegócio, serviços financeiros, fármaco-químicos e geração e transmissão de energia elétrica.

Esses são alguns dos destaques do Boletim Bimestral sobre Investimentos Chineses no Brasil divulgado hoje (18) pelo Secretário de Assuntos Internacionais do Ministério do Planejamento (Seain/MP), Jorge Arbache. “A China está se tornando um dos maiores investidores estrangeiros no Brasil. Eles são bem-vindos, em especial quando trazem consigo novas tecnologias, modernização produtiva e investimentos greenfield”, afirmou o Secretário.



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar