acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Indústria

Com máxima desde abril de 2014, confiança da indústria no Brasil tem 3ª alta seguida em setembro

29/09/2017 | 11h45

A confiança da indústria brasileira avançou pelo terceiro mês seguido em setembro e atingiu o maior desde abril de 2014, com melhora tanto da avaliação sobre a situação atual quanto futura, de acordo com os dados divulgados nesta sexta-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Neste mês, o Índice da Confiança da Indústria (ICI) subiu 0,6 ponto e foi a 92,8 pontos em agosto, a máxima desde os 97,0 pontos de abril de 2014.

“Os sinais têm sido consistentes: há contínua melhora das avaliações sobre o momento presente e a maioria dos indicadores da pesquisa deixou para trás os níveis extremamente baixos em que se encontravam durante o período recessivo”, disse a coordenadora da Sondagem da Indústria da FGV/IBRE, Tabi Thuler Santos, em nota.

Entretanto, ela destacou que o setor industrial ainda enfrenta o problema da ociosidade.

“O setor ainda opera com elevado nível de ociosidade, mostrando que a recuperação do nível de atividade, apesar de já ser uma realidade, está apenas começando”, completou Tabi.

Segundo a FGV, o Índice da Situação Atual (ISA) subiu 0,6 ponto e atingiu 90,6 pontos, o maior nível desde maio de 2014 (92,3 pontos), dada a melhora na percepção sobre o nível de demanda.

O Índice de Expectativas (IE) teve alta de 0,5 ponto, para 94,9 pontos, devido principalmente ao indicador que mede o grau de otimismo com a tendência dos negócios nos seis meses seguintes.

Já o Nível de Utilização da Capacidade Instalada recuou 0,2 ponto percentual em setembro, para 73,9 por cento.

O resultado foi melhor do que o apontado pela prévia do Índice de Confiança da Indústria (ICI), que indicava avanço de 0,1 ponto.

Os dados acompanham a melhora em outros setores, como a confiança do comércio e dos serviços que avançaram em setembro, assim como a da construção.



Fonte: Reuters, 29/09/2017
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar