acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Pesquisa

Colômbia é um dos 30 melhores destinos para investir no offshore

16/01/2013 | 16h23

 

A Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, posicionou a Colômbia entre os 30 destinos mais sólidos para o investimento em serviços offshore (serviços a distância). O país mantém essa posição desde 2010, quando entrou no ranking pela primeira vez.
A medição da Gartner foi baseada nos resultados obtidos em 10 categorias que incluiram critérios como infraestrutura, sistema educativo, bilinguismo, apoio do Governo, mão de obra qualificada, cultura de negócios, propriedade intelectual e requisitos legais.
Segundo a publicação, a Colômbia se destacou por ser um centro estratégico para os serviços de telefonia IP, ter nível de custos competitivos e políticas de governo para desenvolvimento industrial.
“Atualmente há 60 multinacionais do setor, 50 grandes empresas internacionais de serviços de TI, software e outras 30 multinacionais de telecomunicações instaladas e operando, o que confirma o potencial que tem o país para atrair investidores, fato bastante promovido pela Proexport”, afirma María Claudia Lacouture, presidente da Proexport Colômbia.
Setor na Colômbia
O segmento de BPO (Business Process Outsourcing) que faz parte do programa de Transformação Produtiva do Ministério de Comércio, Indústria e Turismo, tem apresentado crescimentos importantes nos últimos anos, e em 2012 o país foi sede de um dos eventos mais importantes da indústria.
Segundo a Associação Colombiana de Contact Centers e BPO e a Câmara de Processos Tercerizados/BPO&IT da Andi (Associação Nacional de Empresários da Colômbia), em 2011, este setor alcançou receita de mais de US$ 1,5 bilhão, o que representou um aumento de 11%, em relação a 2010. Além disso, a indústria gera mais de 150.000 empregos, principalmente nas aéreas de serviços de voz, dados, suporte de tecnologia em diferentes indústrias.

A Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, posicionou a Colômbia entre os 30 destinos mais sólidos para o investimento em serviços offshore (serviços a distância). O país mantém essa posição desde 2010, quando entrou no ranking pela primeira vez.


A medição da Gartner foi baseada nos resultados obtidos em 10 categorias que incluiram critérios como infraestrutura, sistema educativo, bilinguismo, apoio do Governo, mão de obra qualificada, cultura de negócios, propriedade intelectual e requisitos legais.


Segundo a publicação, a Colômbia se destacou por ser um centro estratégico para os serviços de telefonia IP, ter nível de custos competitivos e políticas de governo para desenvolvimento industrial.


“Atualmente há 60 multinacionais do setor, 50 grandes empresas internacionais de serviços de TI, software e outras 30 multinacionais de telecomunicações instaladas e operando, o que confirma o potencial que tem o país para atrair investidores, fato bastante promovido pela Proexport”, afirma María Claudia Lacouture, presidente da Proexport Colômbia.



Setor na Colômbia


O segmento de BPO (Business Process Outsourcing) que faz parte do programa de Transformação Produtiva do Ministério de Comércio, Indústria e Turismo, tem apresentado crescimentos importantes nos últimos anos, e em 2012 o país foi sede de um dos eventos mais importantes da indústria.


Segundo a Associação Colombiana de Contact Centers e BPO e a Câmara de Processos Tercerizados/BPO&IT da Andi (Associação Nacional de Empresários da Colômbia), em 2011, este setor alcançou receita de mais de US$ 1,5 bilhão, o que representou um aumento de 11%, em relação a 2010. Além disso, a indústria gera mais de 150.000 empregos, principalmente nas aéreas de serviços de voz, dados, suporte de tecnologia em diferentes indústrias.

 



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar