acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Cobrar resultado imediato é "nhe-nhe-nhem", afirma Eike

05/10/2012 | 16h18

 

O empresário Eike Batista, dono do grupo EBX, afirmou na quinta-feira (4) que a cobrança de resultados trimestrais das suas empresas é "nhe-nhe-nhem".
"Eu gostaria de convidar os jornalistas que ficam cobrando aquele negócio trimestral, imediato, nhe-nhe-nhem, para tomar um choque na tomada na hora em que a gente ligar essas térmicas", disse Eike durante evento realizado em São Paulo. As térmicas citadas por Eike são três usinas que a MPX vai inaugurar nos próximos meses no Nordeste.
As ações da OGX, da MMX e da LLX (três empresas do seu grupo que fazem parte do Ibovespa) acumulam queda neste ano de 57,7%, 32,8% e 16%, respectivamente.
O principal índice da Bolsa de Valores brasileira teve valorização de 3% do início de janeiro até quinta.
Neste ano, a fortuna de Eike foi reduzida em US$ 1,6 bilhão, para US$ 20,9 bilhões, segundo levantamento da Bloomberg que o coloca como a 28ª pessoa mais rica do mundo. Entre as maiores fortunas globais, a perda do brasileiro foi uma das maiores.
Para reverter esse declínio, ele diz que a receita é "resultado, resultado, resultado".
"A expectativa não foi cumprida, e o mercado é assim mesmo: te pune na hora", afirmou o empresário.

O empresário Eike Batista, dono do grupo EBX, afirmou na quinta-feira (4) que a cobrança de resultados trimestrais das suas empresas é "nhe-nhe-nhem".


"Eu gostaria de convidar os jornalistas que ficam cobrando aquele negócio trimestral, imediato, nhe-nhe-nhem, para tomar um choque na tomada na hora em que a gente ligar essas térmicas", disse Eike durante evento realizado em São Paulo. As térmicas citadas por Eike são três usinas que a MPX vai inaugurar nos próximos meses no Nordeste.


As ações da OGX, da MMX e da LLX (três empresas do seu grupo que fazem parte do Ibovespa) acumulam queda neste ano de 57,7%, 32,8% e 16%, respectivamente.


O principal índice da Bolsa de Valores brasileira teve valorização de 3% do início de janeiro até quinta.


Neste ano, a fortuna de Eike foi reduzida em US$ 1,6 bilhão, para US$ 20,9 bilhões, segundo levantamento da Bloomberg que o coloca como a 28ª pessoa mais rica do mundo. Entre as maiores fortunas globais, a perda do brasileiro foi uma das maiores.


Para reverter esse declínio, ele diz que a receita é "resultado, resultado, resultado".


"A expectativa não foi cumprida, e o mercado é assim mesmo: te pune na hora", afirmou o empresário.

 



Fonte: Folha de São Paulo
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar