acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Emissões

China pode se tornar maior emissor mundial de CO2 em 2008

01/03/2007 | 00h00

A China pode se transformar no principal emissor de dióxido de carbono (CO2) do mundo, ultrapassando os EUA em 2008, dois anos antes do previsto, segundo cálculos divulgados nesta quarta-feira (28/02).

"Talvez possa acontecer no próximo ano, segundo nossos estudos", disse Yang Fuqiang, vice-presidente da Fundação para a Energia, uma ONG americana que dá apoio ao governo chinês em questões energéticas e de poluição.

Segundo a Fundação, no próximo ano a China emitirá 6 bilhões de toneladas de CO2 - contra as menos de 3 bilhões na década de 90 -, mesma quantidade que os EUA.

No entanto, as emissões de CO2 per capita da China em 2008 representarão 60% da quantidade que, segundo previsões, será produzida pelos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) em 2030.

"O governo chinês terá de responder a muitas perguntas da comunidade internacional, e está preocupado em encontrar formas de enfrentar a questão", afirmou Yang, em um encontro com a imprensa estrangeira.

Pequim havia fixado metas ambientais de contenção de emissões para 2006, que não foram cumpridas.

"Em 2006, o objetivo não foi alcançado, mas deve-se dar tempo ao Governo chinês", declarou Yang.

Outro objetivo relacionado à questão ambiental são a redução da intensidade energética (quantidade de energia necessária para produzir US$ 1 do PIB) em cerca de 20%.

Segundo informações publicadas pelo Escritório Nacional de Estatísticas chinês, a intensidade energética da China diminuiu 1,23% em 2006.

A eficiência energética será um dos pontos principais de debate na próxima semana, no plenário anual do legislativo chinês.



Fonte: Efe
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar