acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Chevou aumenta oferta pela Unocal e CNOOC tem autorização para fazer o mesmo

21/07/2005 | 00h00

A Unocal Corp. (UCL) aceitou a nova oferta da US$ 63,01 por ação feita pela Chevron Corp. (CVX).
Em um comunicado, na quarta-feira (20/07), as companhias anunciaram um acordo no qual os acionistas da  Unocal podem receber US$ 69 à vista, 1,03 ações do estoque da Chevron, ou uma combinação de US$ 27,60 à vista e 0,618 de ações do estoque comum. A Chevron planeja receber 168 milhões de ações e pagar cerca US$ 7,5 bilhões à vista.
A transação está estrutrada em 40% à vista e 60% em ações, provendo uma valor de US$ 63,01 por ação ordinária da Unocal, baseada no fechamento da Chevron em 19 de julho.
A diretoria da Unocal recomenda que os acionistas votem a favor do acordo adotado, no encontro especial dos acionistas marcado para 10 de agosto.
Na quarta-feira, The Wall Street Journal informou que a Chevron aumentou sua oferta para cerca de US$ 63 por ação para a Unocal, adocicando sua oferta com mais de dois dólares por ação à vista, trazendo para a oferta um total de mais de US$ 17 bilhões.
Em abril, a diretoria da Unocal, a nona maior petroleira dos Estados Unidos segundo suas reservas, concordou com a proposta de aquisição da Chevron em uma composição de dinheiro vivo e ações, avaliada em US$ 16,5 bilhões. No mês passado, a CNOOC interrompeu o processo com sua oferta de US$ 18,5 bilhões à vista para a Unocal.
Enquanto a CNOOC negocial um valor mais alto pela Unoca, sua diretoria esta exitante em aceitar a proposta. O interesse chinês na Unocal trouxe protestos no Congresse Americano e a aprovação do processo regulatório poderia demorar meses. A aquisição da Chevron já recebeu a aprovação federal anti-truste.
A diretoria da CNOOC autorizou seus gerentes a aumentare a oferta em mais US$ 2 por ação, o que colocaria a diferença entre Chevron e CNOOC na mesma proporção que antes.
O jornal informa que o suporte da Unocal é crítico para a CNOOC, porque ela precisaria da companhia norte-americana para lutar por seu acordo contra o Congresso hostil.
"Nós estamos satisfeitos por ter o apoio da diretoria da Unical e olhar adiante para o fechamento desta transação em apenas três semanas", disse o diretor da Chevron, David J. O`Reilly em um discurso.



Fonte: Dow Jones
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar