acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Negócios

Chemtech será responsável por engenharia de FPSOs do pré-sal

05/10/2012 | 17h13

 

A Chemtech foi escolhida pela Mendes Júnior/OSX para realizar o detalhamento de oito módulos para cada um dos FPSOs replicantes contratados pela Petrobras e seus parceiros, destinados à operação no pré-sal. O número corresponde à quase metade dos módulos totais, que somam 17. Além disso, a Chemtech atuará na integração de duas unidades dos FPSOs: P-67 e P-70.
Depois de construídos, cada unidade terá a capacidade de processar 150 mil barris de petróleo por dia e comprimir 6 milhões de metros cúbicos de gás. Os trabalhos já começaram e a previsão de entrega é setembro de 2013. O valor total da encomenda da Petrobras é de US$ 900 milhões.
Com esse projeto, a Chemtech consolida-se como empresa de engenharia com participação relevante no esforço total de detalhamento dos topsides dos FPSOs replicantes do pré-sal. Ao todo, serão envolvidos mais de 150 colaboradores da Chemtech de todas as disciplinas de engenharia.
Os FPSOs (Floating, Production, Storage and Offloading) são unidades de produção, armazenamento e transferência de óleo e gás. São chamadas de “replicantes” porque tiveram seus projetos padronizados e repetidos para os FPSOs contratados.

A Chemtech foi escolhida pela Mendes Júnior/OSX para realizar o detalhamento de oito módulos para cada um dos FPSOs replicantes contratados pela Petrobras e seus parceiros, destinados à operação no pré-sal. O número corresponde à quase metade dos módulos totais, que somam 17. Além disso, a Chemtech atuará na integração de duas unidades dos FPSOs: P-67 e P-70.


Depois de construídos, cada unidade terá a capacidade de processar 150 mil barris de petróleo por dia e comprimir 6 milhões de metros cúbicos de gás. Os trabalhos já começaram e a previsão de entrega é setembro de 2013. O valor total da encomenda da Petrobras é de US$ 900 milhões.


Com esse projeto, a Chemtech consolida-se como empresa de engenharia com participação relevante no esforço total de detalhamento dos topsides dos FPSOs replicantes do pré-sal. Ao todo, serão envolvidos mais de 150 colaboradores da Chemtech de todas as disciplinas de engenharia.


Os FPSOs (Floating, Production, Storage and Offloading) são unidades de produção, armazenamento e transferência de óleo e gás. São chamadas de “replicantes” porque tiveram seus projetos padronizados e repetidos para os FPSOs contratados.

 



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar