acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Meio ambiente

Chega à cidade de Guarujá a Plataforma Educativa Repsol Sinopec

25/07/2017 | 08h01

A Plataforma Educativa, que está percorrendo as cidades do litoral sul de São Paulo desde abril, faz sua última parada na cidade de Guarujá, a partir desta terça-feira (25/7), após ter visitado os municípios de Cananéia, Iguape, Itanhaém e Peruíbe. Este é o nono ano de realização do programa, uma iniciativa voluntária da Repsol Sinopec Brasil, cujo objetivo é contribuir para melhorar a qualidade de vida e o desenvolvimento sustentável das comunidades.

As atividades previstas em Guarujá são voltadas à educação ambiental, tecnologias sustentáveis e qualificação profissional. Destaque para o curso de Pescador Profissional (POP), que será ministrado pela Marinha do Brasil. As aulas são dirigidas para pescadores que já atuam na profissão, mas precisam da carteira profissional para estar em dia com a documentação necessária para exercer a atividade em alto mar.

A programação inclui ainda o Tarô Ambiental, em que os participantes aprendem de forma lúdica conceitos de preservação do meio ambiente, e o EnTenda o Lixo, que discute questões relacionadas aos resíduos marinhos e práticas necessárias para solucionar o problema. As atividades são realizadas em parceria com o Instituto Costa Brasilis e com o Instituto de Oceanografia da Universidade de São Paulo (IOUSP).

Também serão promovidas duas oficinas para difusão de tecnologias ambientais alternativas: Compostagem Orgânica e PANCs (Plantas alimentícias não convencionais), ministradas pela equipe da Raiz – Assessoria Socioambiental. Essas práticas colaboram para o melhor aproveitamento dos recursos naturais e contribuem para o fortalecimento da cultura de sustentabilidade.

As ações de educação ambiental buscam difundir tanto as tecnologias milenares, que acabaram se dispersando ao longo dos anos, como as mais recentes que, amparadas por novas pesquisas, representam inúmeras oportunidades para uma vida melhor em harmonia com a natureza.

A Unidade Móvel estará em Guarujá de 25 de julho a 25 de agosto.

Segunda a sexta, das 8h às 17h. Praça Horácio Lafer, s/n. Jardim Tejereba, Praia da Enseada.

Em frente ao complexo esportivo Duque de Caxias.

Atividades:

Pescador Profissional (POP) - Com o diploma do curso, os participantes ficam habilitados a tirar a Caderneta de Inscrição e Registro (CIR), exigida pela Marinha para exercer a profissão de pescador em alto mar. Para participar é necessário ter mais de 18 anos, ser alfabetizado e apresentar uma série de documentos exigidos pela Marinha, além de um teste físico que é eliminatório. 30 vagas. De 7 a 18 de agosto. Inscrições na Unidade Móvel do Plataforma Educativa a partir de 26 de julho.

Tarô Ambiental – A atividade passa de forma lúdica conceitos de preservação do meio ambiente. A cada rodada é tirada uma carta que traz um tema de discussão. Com a equipe do Instituto Costa Brasilis. Para estudantes. Inscrições na Unidade Móvel da Plataforma Educativa.

EnTenda o Lixo - Conversa sobre questões relacionadas ao lixo marinho, tipos de resíduos, possíveis origens e ações necessárias para a mitigação e solução do problema. Com a equipe do Instituto Costa Brasilis e Instituto de Oceanografia da Universidade de São Paulo (IOUSP). Para estudantes. Inscrições na Unidade Móvel da Plataforma Educativa.

Oficina de Compostagem: a mágica da transformação – Dividida em etapas teórica e prática, a oficina ensina sobre o processo de compostagem e seus benefícios. Os participantes poderão desmistificar alguns mitos, como o chorume, que ao contrário do que se pensa, é inodoro e tem um alto potencial nutritivo para as plantas. Com a equipe da Raiz – Assessoria Socioambiental. Dia 23/8 (quarta-feira), das 14h às 17h. 30 vagas. Inscrições na Unidade Móvel do Plataforma Educativa.

PANCs – Plantas Alimentícias Não Convencionais – Apresenta o que são e quais são as plantas alimentícias não convencionais e propõe o preparo de alimentos com a utilização de alguns desses vegetais disponíveis na região. Com a equipe da Raiz – Assessoria Socioambiental. Dia 24 (quinta-feira), das 14h às 17h. 30 vagas. Inscrições na Unidade Móvel do Plataforma Educativa.

Plataforma Educativa Repsol Sinopec

O programa existe desde 2009 e já esteve em cidades do litoral dos estados do Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo, levando desenvolvimento para mais de 12 mil pessoas, por meio de cursos gratuitos de qualificação profissional para pescadores e difusão de conteúdos relacionados ao meio ambiente, segurança e saúde. As atividades da Plataforma Educativa ocorrem no interior de um caminhão baú de 12 metros de comprimento, que se transforma numa sala de aula para atendimento de até 30 alunos.

Por intermédio dessa iniciativa, a Repsol Sinopec Brasil atua como mediadora e indutora de benefícios socioeconômicos sustentáveis para as comunidades locais, agregando os interesses de diferentes partes envolvidas. O programa é realizado em parceria institucional com o Instituto Costa Brasilis e o Instituto de Oceanografia da Universidade de São Paulo (IOUSP) e, em Guarujá, conta ainda com o apoio da Prefeitura Municipal.

Esse projeto integra o Plano de Sustentabilidade 2017 da Repsol Sinopec Brasil e apoia os ODS 4 (Educação de qualidade), 12 (Consumo e produção responsáveis) e 14 (Vida na Água).

Repsol Sinopec Brasil

A Repsol Sinopec Brasil é uma companhia de petróleo e gás com atividades em upstream nas bacias de Espírito Santo, Campos e Santos. A carteira de ativos da Companhia inclui três campos produtivos – Albacora Leste, Sapinhoá e Lapa – além de blocos exploratórios com grande potencial. A companhia desenvolve uma série de ações em Responsabilidade Corporativa, sendo o projeto Plataforma Educativa uma delas. Mais informações em: www.repsolsinopec.com

 

 



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar