acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Dutos

Centro de Tecnologia em Dutos tem novos associados

04/07/2007 | 00h00
Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (INMETRO), Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil (TBG), Gávea Sensors, Unicontrol Auromação, Palessa Engenharia de Corrosão, Guterres Projetos, Organização Nacional da Indústria do Petróleo (ONIP), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Universidade Católica de Petrópolis (UCP) são os novos associados do Centro de Tecnologia em Dutos (CTDUT). Assembléia de 1 de junho. Com isso, o Centro agora conta com 35 instituições em seu quadro de sócios, distribuídos entre empresas, associações, entidades e universidades. Projeto pioneiro inaugurado em maio do ano passado, o CTDUT é o primeiro Centro Tecnológico em Dutos compartilhado da América Latina, surgindo da necessidade estratégica de desenvolver tecnologia de ponta na área de dutos. Localizado em Campos Elíseos, Duque de Caxias (RJ), próximo à Reduc, ao terminal da Transpetro e à Riopol, a idéia é que o CTDUT seja um laboratório de pesquisa em escala real para o desenvolvimento compartilhado de novas tecnologias em dutos, testes de produtos, equipamentos e sistemas de proteção ambiental utilizados na malha dutoviária. “As parcerias concretizadas através dessas associações são essenciais para auxiliar o Centro na condução de projetos e no alcance de seu principal objetivo: dotar o segmento dutoviário nacional de competitividade internacional”, explica o presidente do Conselho Executivo do CTDUT, Raimar van den Bylaardt. Segundo Raimar, a contrapartida para o associado é bem mais do que o direito preferencial de participação nas atividades e o uso das instalações do CTDUT. “O que buscamos é garantir também, aos membros da comunidade de dutos nacional, a participação direta nas questões decisórias do processo de desenvolvimento tecnológico do setor”, comenta., ,, ,, ,, ,, Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (INMETRO), Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil (TBG), Gávea Sensors, Unicontrol Auromação, Palessa Engenharia de Corrosão, Guterres Projetos, Organização Nacional da Indústria do Petróleo (ONIP), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Universidade Católica de Petrópolis (UCP) são os novos associados do Centro de Tecnologia em Dutos (CTDUT). Assembléia de 1 de junho. Com isso, o Centro agora conta com 35 instituições em seu quadro de sócios, distribuídos entre empresas, associações, entidades e universidades. Projeto pioneiro inaugurado em maio do ano passado, o CTDUT é o primeiro Centro Tecnológico em Dutos compartilhado da América Latina, surgindo da necessidade estratégica de desenvolver tecnologia de ponta na área de dutos. Localizado em Campos Elíseos, Duque de Caxias (RJ), próximo à Reduc, ao terminal da Transpetro e à Riopol, a idéia é que o CTDUT seja um laboratório de pesquisa em escala real para o desenvolvimento compartilhado de novas tecnologias em dutos, testes de produtos, equipamentos e sistemas de proteção ambiental utilizados na malha dutoviária. “As parcerias concretizadas através dessas associações são essenciais para auxiliar o Centro na condução de projetos e no alcance de seu principal objetivo: dotar o segmento dutoviário nacional de competitividade internacional”, explica o presidente do Conselho Executivo do CTDUT, Raimar van den Bylaardt. Segundo Raimar, a contrapartida para o associado é bem mais do que o direito preferencial de participação nas atividades e o uso das instalações do CTDUT. “O que buscamos é garantir também, aos membros da comunidade de dutos nacional, a participação direta nas questões decisórias do processo de desenvolvimento tecnológico do setor”, comenta., ,, ,, ,, ,

Fonte: Da redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar