acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Programa Rio Capital da Energia

Centro de Monitoramento e Pesquisa da primeira cidade inteligente da América Latina é inaugurado

21/11/2012 | 15h11

 

Publicação
Centro de Monitoramento e Pesquisa da primeira cidade inteligente da América Latina é inaugurado em Búzios
Secretário de Desenvolvimento Econômico, Julio Bueno, destacou o compromisso do Estado com a eficiência energética e a inovação
 
Rio de Janeiro, 21 de novembro de 2012 – O secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Julio Bueno, participou, hoje, juntamente com o presidente da Endesa, Borja Prado, da inauguração do Centro de Monitoramento e Pesquisa da primeira cidade inteligente da América Latina, em Armação de Búzios.  O projeto Cidade Inteligente Búzios faz parte do programa Rio Capital da Energia, criado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços (Sedeis), com o objetivo de elaborar, junto com empresas parceiras, projetos que façam do estado um centro de referência nacional em três pilares: inovação tecnológica, eficiência energética e economia de baixo carbono. 
 
“O projeto Búzios Cidade Inteligente é parte do Programa Rio Capital da Energia, composto por um caderno de mais de 30 projetos com investimentos que somam mais de R$ 1 bilhão, principalmente nas áreas de eficiência energética e inovação. Com o programa, o governo do Rio exerce o compromisso com a energia do século XXI, o que o coloca como a vanguarda nas políticas energéticas brasileiras”, destacou o secretário Julio Bueno.
 
O investimento na Cidade Inteligente Búzios, nos três anos de implantação, é de R$ 40 milhões (cerca de € 15 milhões). O projeto no balneário fluminense é pioneiro no Brasil e na América Latina e terminará em novembro de 2014. “Este é um projeto emblemático, pioneiro e singular. Com ele, a Endesa Brasil está desenvolvendo a primeira cidade inteligente da América Latina, aplicando a experiência já tida pelo grupo nas smartcities de Málaga e Barcelona”, explicou o presidente da Endesa, Borja Prado. 
 
A iniciativa, desenvolvida por meio da filial de distribuição brasileira da Endesa, Ampla, permitirá à cidade e a seus moradores a aplicação de tarifas diferenciadas de acordo com o horário de consumo, a utilização de sistemas de iluminação pública mais sustentável e incentivo à eficiência energética nos prédios públicos e nas moradias, possibilitando controlar o consumo por aparato em tempo real.
 
A mudança na infraestrutura do município de Búzios já pode ser percebida pelos moradores e visitantes, desde o anúncio oficial do projeto em 2011. Foram instaladas luminárias de LED com pontos de luz telecomandados, uma rede wi-fi gratuita, um posto de coleta de lixo reciclável (Posto do projeto Consciência Ecoampla), além de chuveiros eficientes nas praias de Manguinhos e Geribá.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Julio Bueno, participou, hoje, juntamente com o presidente da Endesa, Borja Prado, da inauguração do Centro de Monitoramento e Pesquisa da primeira cidade inteligente da América Latina, em Armação de Búzios.  O projeto Cidade Inteligente Búzios faz parte do programa Rio Capital da Energia, criado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços (Sedeis), com o objetivo de elaborar, junto com empresas parceiras, projetos que façam do estado um centro de referência nacional em três pilares: inovação tecnológica, eficiência energética e economia de baixo carbono. 


 
“O projeto Búzios Cidade Inteligente é parte do Programa Rio Capital da Energia, composto por um caderno de mais de 30 projetos com investimentos que somam mais de R$ 1 bilhão, principalmente nas áreas de eficiência energética e inovação. Com o programa, o governo do Rio exerce o compromisso com a energia do século XXI, o que o coloca como a vanguarda nas políticas energéticas brasileiras”, destacou o secretário Julio Bueno.


 
O investimento na Cidade Inteligente Búzios, nos três anos de implantação, é de R$ 40 milhões (cerca de € 15 milhões). O projeto no balneário fluminense é pioneiro no Brasil e na América Latina e terminará em novembro de 2014. “Este é um projeto emblemático, pioneiro e singular. Com ele, a Endesa Brasil está desenvolvendo a primeira cidade inteligente da América Latina, aplicando a experiência já tida pelo grupo nas smartcities de Málaga e Barcelona”, explicou o presidente da Endesa, Borja Prado. 


 
A iniciativa, desenvolvida por meio da filial de distribuição brasileira da Endesa, Ampla, permitirá à cidade e a seus moradores a aplicação de tarifas diferenciadas de acordo com o horário de consumo, a utilização de sistemas de iluminação pública mais sustentável e incentivo à eficiência energética nos prédios públicos e nas moradias, possibilitando controlar o consumo por aparato em tempo real.


 
A mudança na infraestrutura do município de Búzios já pode ser percebida pelos moradores e visitantes, desde o anúncio oficial do projeto em 2011. Foram instaladas luminárias de LED com pontos de luz telecomandados, uma rede wi-fi gratuita, um posto de coleta de lixo reciclável (Posto do projeto Consciência Ecoampla), além de chuveiros eficientes nas praias de Manguinhos e Geribá.



Fonte: Redação TN
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar