acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Belo Monte

Cemig não descarta avaliar participação em Belo Monte

24/08/2011 | 15h10
A Cemig não descarta a possibilidade de analisar a participação no projeto da usina hidrelétrica Belo Monte, disse o diretor financeiro e de Relações com Investidores da estatal mineira, Luiz Fernando Rolla, em teleconferência nesta terça-feira (23).

"A Cemig, de um modo geral, tem analisado oportunidades de aquisição de participação em ativos não só de geração mas de transmissão e de distribuição (...) Nós não nos furtamos de analisar o projeto (Belo Monte) se ele for oferecido à Cemig", disse.

Quando Belo Monte foi licitada, em 2010, a Cemig avaliou que o projeto não era atrativo para a companhia, diante das condições apresentadas no certame.

"Se alguma coisa mudar, nós podemos voltar a analisar e ver se atinge o requisito mínimo de retorno", disse Rolla.

O diretor, no entanto, ressaltou que a companhia não tem "nada de concreto" a ser noticiado sobre negociações para participar do empreendimento que será construído no rio Xingu (PA).

Na segunda-feira (22), o diretor de geração da Eletrobras, Valter Cardeal, disse que Belo Monte deverá ter em sua composição acionária "apenas empresas que detenham conhecimento de geração e produção de energia elétrica".

A composição final do consórcio Norte Energia, empresa responsável pela hidrelétrica, deverá sair em até 60 dias, segundo o diretor da Eletrobras.


Dividendos

A Cemig não deverá distribuir dividendos adicionais em 2011, além do pagamento de 50% do lucro líquido que costuma fazer.

"Não acredito que tenhamos espaço para dividendos adicionais em 2011", disse Rolla, ao detalhar que a prioridade da Cemig, até o fim do ano, é a redução da dívida.

Diante disso, o caixa da companhia, em cerca de 3 bilhões de reais, poderá sofrer uma redução.

A dívida total consolidada da Cemig está em 13,879 bilhões de reais, com prazo médio de 3,5 anos, de acordo com o balanço fechado do segundo trimestre de 2011.

Desse total, 7,692 bilhões são do braço de geração e transmissão da empresa, a Cemig GT, e 3,360 bilhões são da distribuidora Cemig D.


Fonte: Agência Reuters
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar