acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Economia

Ceará: saldo negativo na balança comercial

11/02/2014 | 09h58

 

Com queda das exportações e aumento das importações em janeiro deste ano, frente ao mês anterior, o Ceará voltou a registrar saldo negativo na balança comercial, totalizando US$ 93,34 milhões. Ao todo, o estado exportou US$ 132,88 no último mês. As importações, por sua vez, alcançaram US$ 226,22 milhões. As vendas para o exterior, em janeiro, ficaram acima da média de 2013, enquanto as importações tiveram desempenho inferior. Os dados foram divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic).
Em dezembro de 2013, o estado havia registrado saldo positivo de US$ 19,38 milhões, tendo exportado US$ 239,94 milhões e importado US$ 220,56 milhões. Naquele mês, o impulso nas vendas ao exterior deveu-se, entre outros fatores, à valorização do dólar frente ao real no segundo semestre do ano. Antes de dezembro, o último resultado positivo do saldo havia sido em fevereiro de 2010.
Principais produtos
O item que mais contribuiu para o bom resultado nas exportações em dezembro foi o de minérios e combustíveis, alavancado sobretudo pelo óleo destilado vendido à Holanda. Sozinho, esse grupo foi responsável por 47,86% do montante que foi exportado pelo Ceará.
Outros produtos que se destacaram na pauta de exportação cearense foram calçados, frutas, couros e peles.
Importações
Entre as importações no fim de 2013, o grupo de maior destaque foi o de itens metalúrgicos, o qual inclui materiais como lâminas e barras de ferro e trilhos de aço. Produtos desse tipo, ressalta, têm sido demandados com maior frequência por conta da execução de obras de infraestrutura e da instalação de empreendimentos como a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). Também estão entre os produtos mais importados aeronaves, trigo e produtos químicos.
Em 2013
Já em relação a janeiro de 2013, tanto a venda quanto a compra em outros países tiveram alta. Naquele mês, foram exportados US$ 105,36 milhões. As importações, por sua vez, somaram US$ 211,51 milhões, resultando em um saldo negativo de US$ 106 milhões. O menor saldo de 2013 foi registrado em maio, quando as vendas para outros países alcançaram US$ 101 milhões e as compras, US$ 421 milhões, gerando saldo negativo de US$ 320 milhões.

Com queda das exportações e aumento das importações em janeiro deste ano, frente ao mês anterior, o Ceará voltou a registrar saldo negativo na balança comercial, totalizando US$ 93,34 milhões. Ao todo, o estado exportou US$ 132,88 no último mês. As importações, por sua vez, alcançaram US$ 226,22 milhões. As vendas para o exterior, em janeiro, ficaram acima da média de 2013, enquanto as importações tiveram desempenho inferior. Os dados foram divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic).

Em dezembro de 2013, o estado havia registrado saldo positivo de US$ 19,38 milhões, tendo exportado US$ 239,94 milhões e importado US$ 220,56 milhões. Naquele mês, o impulso nas vendas ao exterior deveu-se, entre outros fatores, à valorização do dólar frente ao real no segundo semestre do ano. Antes de dezembro, o último resultado positivo do saldo havia sido em fevereiro de 2010.


Principais produtos

O item que mais contribuiu para o bom resultado nas exportações em dezembro foi o de minérios e combustíveis, alavancado sobretudo pelo óleo destilado vendido à Holanda. Sozinho, esse grupo foi responsável por 47,86% do montante que foi exportado pelo Ceará.

Outros produtos que se destacaram na pauta de exportação cearense foram calçados, frutas, couros e peles.


Importações

Entre as importações no fim de 2013, o grupo de maior destaque foi o de itens metalúrgicos, o qual inclui materiais como lâminas e barras de ferro e trilhos de aço. Produtos desse tipo, ressalta, têm sido demandados com maior frequência por conta da execução de obras de infraestrutura e da instalação de empreendimentos como a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). Também estão entre os produtos mais importados aeronaves, trigo e produtos químicos.


Em 2013

Já em relação a janeiro de 2013, tanto a venda quanto a compra em outros países tiveram alta. Naquele mês, foram exportados US$ 105,36 milhões. As importações, por sua vez, somaram US$ 211,51 milhões, resultando em um saldo negativo de US$ 106 milhões. O menor saldo de 2013 foi registrado em maio, quando as vendas para outros países alcançaram US$ 101 milhões e as compras, US$ 421 milhões, gerando saldo negativo de US$ 320 milhões.

 



Fonte: Diário do Nordeste
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar