acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

CE ganhará duas subestações

12/07/2010 | 09h37
Os contratos de concessão para a construção, operação e manutenção de 11 linhas de transmissão e oito subestações de energia, leiloadas em novembro do ano passado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), serão assinados na próxima segunda-feira, na sede do Ministério de Minas e Energia. O Ceará terá duas novas subestações: a Pecém II, em São Gonçalo do Amarante, e a Aquiraz II, na Região Metropolitana de Fortaleza. Os empreendimentos foram arrematados pelo consórcio formado pela Companhia Hidro Elétrica do São Francisco e ATP Engenharia no Lote C do leilão, que abrange também a construção de uma linha de transmissão em São Luís, no Maranhão. Com investimentos de R$ 20,4 milhões no primeiro ano, os três projetos deverão entrar em plena operação no prazo de 22 meses.
 
De acordo com a Aneel, a subestação de São Gonçalo do Amarante possibilitará o escoamento da capacidade de geração que se instalará no Complexo Industrial e Portuário do Pecém, permitindo a conexão para as indústrias de base, como siderúrgica e refinaria.
 
Já o equipamento que será fixado em Aquiraz, conforme a Aneel, irá viabilizar o suprimento à região leste de Fortaleza, local visto pela agência como ponto de vasto desenvolvimento urbano e econômico, com foco no avanço do setor turístico. Aliadas ao equipamento do Maranhão, as subestações cearenses criarão um total de 1.300 empregos diretos.
 
O prazo de concessão é de 30 anos, e os lances ofertados no leilão proporcionaram deságio médio de 28,43%.
 
Recursos
 
No total dos oito lotes leiloados, a Aneel estima investimentos de R$ 1,3 bilhão. Além do Ceará e Maranhão, serão instaladas linhas de transmissão e subestações no Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso e Minas Gerais.
 
As estatais Furnas e Chesf, ligadas à Eletrobras, destacaram-se no arremate. Cada uma venceu um lote e liderou, sozinha, outros dois consórcios formados com outras empresas nacionais. Durante a disputa, a empresa espanhola Cobra Instalaciones y Servicios também levou sozinha um dos lotes ofertados pela agência. As empresas criarão 1.079 quilômetros de linhas de transmissão.
 
Na assinatura das concessões, estarão presentes o ministro de Minas e Energia, Márcio Zimmerman, e o diretor-geral da Aneel, Nelson Hübner.


Fonte: Diário do Nordeste (CE)
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar