acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Preço

Cautela antes de plebiscito no Reino Unido e após dados dos EUA o preço do barril cai

16/06/2016 | 14h14

Os contratos futuros de petróleo operam em queda na manhã desta quinta-feira, em meio à cautela nos mercados antes do plebiscito sobre a eventual saída do Reino Unido da União Europeia, no dia 23, e depois de dados mistos dos Estados Unidos sobre a commodity. Com isso, o petróleo tem mais uma sessão negativa.

Às 7h47 (de Brasília), o petróleo WTI para julho caía 1,50%, a US$ 47,29 o barril, na New York Mercantile Exhange (Nymex), e o Brent para agosto recuava 1,47%, a US$ 48,25 o barril, na ICE, em Londres.

Os preços têm sido pressionados nos últimos dias. Um fator para isso é a perspectiva de que o declínio na produção de xisto dos EUA, desde abril do ano passado, possa começar a se reverter, com o aumento no número de poços e plataformas em atividade.

Os mercados internacionais também têm mostrado cautela recentemente por causa do risco de que o Reino Unido vote para sair da UE, o que geraria distúrbios nos mercados financeiros e na economia global. Pesquisas antes do plebiscito do dia 23 têm mostrado uma disputa acirrada.

Analistas da JBC Energy dizem que a chance maior de uma saída do país da UE pode pressionar os preços do petróleo.

Na quarta-feira, o Federal Reserve, o banco central norte-americano, decidiu manter a política monetária, o que enfraqueceu o dólar. Um dólar mais fraco geralmente é positivo para as commodities, já que estas são cotadas na moeda dos EUA e com isso se tornam mais baratas para os detentores de outras divisas. A ação do Fed, porém, pode ser interpretada como sinal de que o banco central se mostra mais cauteloso com o crescimento econômico. A JBC diz que a comunicação de ontem do Fed dá impulso para os temores sobre a economia global.

Também na quarta-feira, o Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) informou que os estoques de petróleo dos EUA recuaram 933 mil barris na última semana, menos que o esperado, e aumentaram 525 mil em Cushing. A produção, porém, recuou 29 mil barris, para 8,72 milhões de barris por dia, após subir na semana anterior.

Na avaliação dos analistas do Société Générale, os mercados de petróleo neste momento mostram aversão ao risco e o relatório semanal de estoques dos EUA "não fez nada para mudar isso". Por outro lado, o banco aponta que a perspectiva para os fundamentos globais da commodity permanecem positivos, com expectativa de melhor equilíbrio entre oferta e demanda no segundo semestre.

Investidores temem que, com o avanço recente nos preços, mais produtores dos EUA voltem a operar. O número de poços e plataformas em atividade nos EUA avançou nas duas últimas semanas.



Fonte: Dow Jones Newswires - 16/06/2016
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar