acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia Eólica

Casa dos Ventos obtém aprovação de R$ 180 milhões para o Complexo Eólico São Clemente

04/07/2016 | 11h45
Casa dos Ventos obtém aprovação de R$ 180 milhões para o Complexo Eólico São Clemente
Divulgação Divulgação

A Casa dos Ventos, uma das pioneiras e maiores investidoras em usinas eólicas no Brasil, receberá recursos do Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FI-FGTS para financiar seu mais recente empreendimento. O Comitê de Investimento do fundo aprovou o aporte de R$ 180 milhões para complementar o financiamento do Complexo Eólico São Clemente, inaugurado em junho pela Companhia, sete meses de antecedência em relação ao cronograma previsto em leilão realizado em 2014.

Com capacidade instalada de 216,1 MW, São Clemente se tornou o maior complexo eólico do Estado de Pernambuco e um dos maiores do país. O empreendimento possui 126 aerogeradores dispostos ao longo de oito parques eólicos e possui capacidade para abastecer cerca de 500 mil domicílios.

A transação será realizada através da emissão de debêntures de longo prazo pela holding controladora dos 8 parques eólicos, que é 100% detida pelo grupo Casa dos Ventos. “O apoio do FI-FGTS será fundamental para a equação financeira do projeto” – ressalta Ivan Hong, diretor financeiro da Casa dos Ventos. A emissão de debêntures para o Complexo Eólico São Clemente será a maior já destinada a parques eólicos no país e a terceira da Casa dos Ventos em menos de um ano. “O FI-FGTS, junto com o mercado de capitais, são fontes importantes de recursos de longo prazo complementares ao financiamento do BNDES. Acreditamos que essas fontes irão desempenhar um papel cada vez mais representativo no financiamento de usinas eólicas” – complementa Hong.

Sobre a Casa dos Ventos

A Casa dos Ventos é uma das pioneiras e maiores investidoras no desenvolvimento de projetos eólicos no Brasil. Há nove anos no mercado, a empresa é responsável pelo maior número de projetos que venderam energia nos leilões e no ambiente de contratação livre. Além de ter desenvolvido aproximadamente 30% de todos os empreendimentos em implantação ou operação no país, a empresa é detentora do maior portfólio de projetos eólicos do Brasil. A sede corporativa da companhia é na cidade de São Paulo e seus projetos eólicos estão localizados no Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Paraíba, Bahia e Piauí.



Fonte: Assessoria/Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar