acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Eletricidade

Carga do sistema nacional de energia cresce 0,5% em março

05/04/2013 | 14h05

 

A carga de energia elétrica gerada pelo Sistema Integrado Nacional em março deste ano foi 0,5% maior do que a verificada no mesmo mês de 2012, informou nesta sexta-feira (5) em boletim preliminar o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Já na comparação com fevereiro de 2013, houve uma queda de 1,7%.
O ONS atribui o crescimento na comparação com o mesmo período do ano passado principalmente à variação no Subsistema Nordeste, que teve carga 9,9% maior. A razão apontada para a maior geração foi a persistência do tempo seco e das altas temperaturas nas áreas litorâneas. Outro motivo é o aumento do número de eletrodomésticos nas residências, impulsionado pelo crescimento da renda e pelo avanço do emprego. Ante fevereiro de 2013, também houve aumento, de 2,6%, assim como no acumulado dos últimos 12 meses, de 8,1%.
No Subsistema Sul, houve queda de 4,3% em relação a março de 2012, e de 8,8% ante a fevereiro de 2012, devido à ocorrência de baixas temperaturas não esperadas para o mês. Se retirados esses fatores, a redução da carga cai para 0,8%. Nos últimos 12 meses, o Subsistema Sul acumula crescimento de 4,1%.
Também foi registrada variação negativa no Subsistema Sudeste/Centro-Oeste, com queda de 0,5% em relação a março de 2012, e de 1,4% na comparação com fevereiro de 2013. A variação dos últimos 12 meses comparados ao período anterior foi positiva, de 3%.
No Subsistema Norte, foi constatado aumento de carga de 1,6% sobre março do ano passado e de 3,8% ante fevereiro deste ano, com queda acumulada de 0,1% nos últimos 12 meses.

A carga de energia elétrica gerada pelo Sistema Integrado Nacional em março deste ano foi 0,5% maior do que a verificada no mesmo mês de 2012, informou nesta sexta-feira (5) em boletim preliminar o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Já na comparação com fevereiro de 2013, houve uma queda de 1,7%.


O ONS atribui o crescimento na comparação com o mesmo período do ano passado principalmente à variação no Subsistema Nordeste, que teve carga 9,9% maior. A razão apontada para a maior geração foi a persistência do tempo seco e das altas temperaturas nas áreas litorâneas. Outro motivo é o aumento do número de eletrodomésticos nas residências, impulsionado pelo crescimento da renda e pelo avanço do emprego. Ante fevereiro de 2013, também houve aumento, de 2,6%, assim como no acumulado dos últimos 12 meses, de 8,1%.


No Subsistema Sul, houve queda de 4,3% em relação a março de 2012, e de 8,8% ante a fevereiro de 2012, devido à ocorrência de baixas temperaturas não esperadas para o mês. Se retirados esses fatores, a redução da carga cai para 0,8%. Nos últimos 12 meses, o Subsistema Sul acumula crescimento de 4,1%.


Também foi registrada variação negativa no Subsistema Sudeste/Centro-Oeste, com queda de 0,5% em relação a março de 2012, e de 1,4% na comparação com fevereiro de 2013. A variação dos últimos 12 meses comparados ao período anterior foi positiva, de 3%.


No Subsistema Norte, foi constatado aumento de carga de 1,6% sobre março do ano passado e de 3,8% ante fevereiro deste ano, com queda acumulada de 0,1% nos últimos 12 meses.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar