acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Oportunidade

Capacitação de profissionais interessados em trabalhar em Belo Monte começa no dia 21

18/03/2011 | 14h29
O Consórcio Construtor Belo Monte (CCBM) começará na próxima segunda-feira (21) o processo de capacitação de profissionais interessados em trabalhar no canteiro de obras da Usina Hidrelétrica de Belo Monte. As primeiras turmas devem formar, em Altamira (Pará), 150 carpinteiros, pedreiros e armadores com a ajuda do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).


Composto por dez empresas contratadas pelo Consórcio Norte Energia para tocar as obras, o CCBM informou que 700 pessoas já estão inscritas para os cursos que, posteriormente, formarão também eletricistas, operadores de veículos pesados – como rolos compactadores, escavadeiras, tratores de esteiras e motoniveladoras –, entre outros profissionais.


As inscrições serão reabertas no dia 28. Podem se candidatar homens e mulheres de todas as idades, independentemente do nível de escolaridade, assim como portadores de necessidades especiais.


De acordo com o CCBM, este será o início do processo de capacitação a ser desenvolvido regionalmente para qualificar trabalhadores que já tenham experiência, e para capacitar e treinar moradores que não possuem conhecimento teórico e prático para disputar as milhares de vagas que serão oferecidas pelo empreendimento.


Segundo o diretor de Projetos do Consórcio Construtor Belo Monte, Ricardo Muzzi, serão oferecidos também cursos de alfabetização de adultos nos sítios das obras. A estimativa é que o empreendimento gere cerca de 22 mil empregos diretos nas localidades de Belo Monte, Pimental, Bela Vista, e Canal e Diques.


O diretor explica que os empreendedores darão preferência à capacitação de trabalhadores da região e que, dos 150 alunos que compõem as primeiras turmas, 25 são mulheres. As empresas responsáveis pelas obras informam que têm interesse na contratação de profissionais de uma mesma família. Dessa forma quer evitar que problemas como solidão ou depressão atinjam seus funcionários.


A estrutura preparada para o curso, com dez salas de aula, tem condições de receber cerca de 500 alunos. As aulas, com 4 horas de duração, serão gratuitas e ministradas por professores do Senai em Altamira.


Cada curso terá 160 horas/aula - sendo 96 horas de aulas práticas e 64 horas de conhecimentos teóricas. A previsão é de que a formatura dos primeiros profissionais ocorra na primeira quinzena de maio.

 

Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar